Cientistas ensinam como tirar uma música chiclete da cabeça

Por Redação | 01.04.2013 às 10:30

Quem nunca ficou com uma música impregnada na cabeça, que atire a primeira pedra. E as chances disso acontecer com uma música que você não goste são enormes! Porém, pesquisadores afirmaram em um estudo recente que encontraram a chave para tirar essas chatices da sua mente: quebra-cabeças.

As músicas pegajosas envolvem o que os psicólogos chamam de 'Efeito Zeigarnik', que é descrito por especialistas como uma tendência do psiquismo humano de lembrar-se melhor e com mais frequência das coisas que começam e não terminam. Por exemplo, você está mais propenso a ficar com o "Ah lelek lek lek" na cabeça porque provavelmente não sabe cantar o próximo verso, deixando a música inacabada na sua mente.

Os pesquisadores explicam que "a chave para tirar a canção da cabeça é encontrar algo que lhe dê um certo nível de desafio" pois, se você está fazendo seu cérebro trabalhar, a capacidade de músicas indevidas entrarem na sua cabeça diminui.

"Quando você consegue fazer algo automaticamente, como dirigir ou andar, significa que você não está usando todo o seu recurso cognitivo, então há muito espaço livre para que a sua jukebox interna comece a tocar", explica o Dr. Ira Hyman, o psicólogo que conduziu a pesquisa. "Da mesma forma, se você está tentando algo muito difícil, então seu cérebro não vai ser ocupado com sucesso, de modo que a música pode voltar". Algumas dicas do psicólogo são atividades como palavras cruzadas, quebra-cabeças, anagramas etc.

Mas, se você não está com muita vontade de se empenhar nesse tipo de atividade, uma dica do Canaltech é o site 'Desescute'. A proposta dele é substituir uma "música chiclete" em seu cérebro por outra pior ainda!