Startup que calcula impostos envolvendo criptomoedas ganha aporte do PayPal

Startup que calcula impostos envolvendo criptomoedas ganha aporte do PayPal

Por Rui Maciel | 08 de Janeiro de 2021 às 20h10
Reprodução/TMF Group

O PayPal Holding - braço de investimentos de risco do PayPal - anunciou na última quinta-feira (07) que realizará uma rodada de investimentos na Taxbit. Trata-se de uma startup americana que ajuda empresas e consumidores a calcularem impostos devidos sobre suas participações em operações envolvendo criptomoedas. O valor do aporte não foi divulgado.

Em entrevista a Reuters, Austin Woodward, presidente-executivo e fundador da empresa, afirmou que a empresa usará o dinheiro para ampliar a sua equipe expandir os seus negócios. Segundo o executivo, “a internacionalização é uma grande peça do quebra-cabeça”.

O investimento do PayPal é bastante estratégico, uma vez que a plataforma de pagamentos passou a permitir, desde novembro do ano passado, que seus usuários comprem, vendam e armazenem moedas virtuais em suas contas. E com a valorização meteórica do Bitcoin nas últimas semanas, quando seu preço bateu recordes, o interesse pelas criptomoedas aumentou.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Escritório do PayPal: plataforma passou a permitir que seus usuários realizem operações com criptomoedas (Foto: Divulgação / PayPal)


A Taxbit foi em 2017 por contadores, advogados tributários e engenheiros de software. A empresa desenvolveu um software que permite às empresas que atuam no setor de criptomoedas emitir formulários (declarações) de impostos para seus usuários. Além disso, a solução permite que os consumidores calculem quanto devem pagar ao governo por suas moedas digitais. "A Taxbit pode ajudar as pessoas a otimizar os impostos à medida que usam a criptografia ao longo do ano”, declarou Woodward.

Embora o bitcoin e outras criptomoedas sejam atraentes para os especuladores, elas ainda não emplacaram como uma forma de pagamento consolidada nos EUA. Isso ocorre, em parte, porque elas são tratadas como propriedade para fins fiscais no país, tornando todas as transações tributáveis.

A Taxbit também levantou fundos por meio da Coinbase Ventures, a divisão de capital de risco da popular bolsa de criptomoedas, e da Winklevoss Capital - empresa de capital fechado que gerencia investimentos e patrimônios de famílias ricas - fundada pelos irmãos Tyler e Cameron Winklevoss. Sim, aqueles do Facebook.

Fonte: Reuters  

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.