Preço do bitcoin dispara após Tesla começar a aceitar a moeda de novos clientes

Preço do bitcoin dispara após Tesla começar a aceitar a moeda de novos clientes

Por Wagner Wakka | Editado por Douglas Ciriaco | 26 de Março de 2021 às 09h07

A Tesla passou a aceitar bitcoin como forma de pagamento na compra dos carros. A informação veio do próprio CEO da empresa Elon Musk, em publicação no Twitter (meio de anúncios preferido do executivo).

“Agora, você pode comprar um Tesla com bitcoin”, divulgou pela rede social na última quarta-feira (24). Contudo, é importante ressaltar: os carros não estão precificados na criptomoeda, mas ela apenas pode ser usada como uma forma de pagamento. Pode parecer sutil a diferença, mas não é, pois os produtos ainda são precificados em dólar. “Quando decide fazer a compra em bitcoin, você deve pagar o equivalentemente ao valor em dólar da compra”, explica o site da companhia.

Isso foi o suficiente para dar força à moeda: o site Coindesk, que monitora as variações de preço do ativo digital, registrou um aumento de 4,3% na quarta após o anúncio. Contudo, a cotação do bitcoin já caiu novamente no dia seguinte.

Moeda cresceu na quarta, mas já caiu depois (Foto: Coindesk)

E é justamante essa instabilidade da criptomoeda mais famosa e valiosa do mundo é que a Tesla não precifica seus veículos em Bitcoin. Apesar disso, Musk ainda disse que os montantes pagos em criptomoedas “vão ser mantidos em bitcoin, não convertidos em moedas reguladas”. O executivo é um entusiasta do modelo financeiro, sendo que a própria Tesla investiu US$ 1,5 bilhão na moeda digital.

Fonte: Elon Musk

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.