Nvidia leva multa por ocultar papel de criptomoedas em resultados financeiros

Nvidia leva multa por ocultar papel de criptomoedas em resultados financeiros

Por Dácio Castelo Branco | Editado por Claudio Yuge | 06 de Maio de 2022 às 18h33
Pierre Borthiry/Unsplash

A gigante das placas de vídeo, Nvidia, aceitou pagar a Comissão de Valores Mobiliários dos EUA (SEC, na sigla em inglês) US$ 5,5 milhões (R$ 28,1 milhões, na conversão atual) para resolver uma disputa sobre o impacto da "mineração" de criptomoedas nas receitas da companhia. A situação ocorre após a companhia não ter comunicado em seus resultados financeiros de abril a setembro de 2018 o quanto a procura por entusiastas de ativos digitais havia aumentado a demanda por seus produtos.

Kristina Littman, diretora do departamento de cibersegurança e criptomoedas da SEC, afirma que a não--divulgação pela Nvidia dessas informações para seus investidores os privou de terem acesso ao completo cenário, na época, e entenderem o verdadeiro contexto vivido pela organização e seu impacto em um mercado chave.

Na época, os ganhos relativos da divisão de placas de vídeo da empresa haviam sido relatados somente como ganhos relacionados ao cenário de games para os investidores, que, em 2018, viam o setor de criptomoedas como algo arriscado, e sempre estavam de olho nas movimentações desse mercado por conta do papel nos resultados da empresa no ano anterior, 2017.

Placas de vídeo (não só as da NVIDIA) são vistas como importantes peças para mineração de criptomoedas. (Imagem: Reprodução/NVIDIA)

Essa ocultação de informações fez com que pouco depois, no último trimestre de 2018, um corte nas previsões de lucro para aquele período em US$ 500 milhões, relacionado justamente a uma queda enorme no mercado de criptomoedas no período, pegasse investidores de surpresa.

A Nvidia diz que o pagamento da multa não é admissão de que ocultou informações, segundo análise do site The Verge, mas sim um compromisso com a SEC de, no futuro, evitar falhas em comunicação com seus investidores que possam fazer com que eles não percebam o verdadeiro momento atual da operação da empresa.

Fonte: The Verge

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.