Corretora cripto CoinBase bloqueia 25 mil usuários russos de seus serviços

Corretora cripto CoinBase bloqueia 25 mil usuários russos de seus serviços

Por Dácio Castelo Branco | Editado por Claudio Yuge | 08 de Março de 2022 às 19h00

Nessa segunda-feira (7) a Coinbase, uma das mais populares corretoras de criptomoedas do mundo, bloqueou a conta de 25 mil russos que utilizam seus serviços. Tanto a população comum do país envolvido no conflito com a Ucrânia como pessoas públicas foram afetadas pela decisão, que segundo comunicado oficial da exchange, teve como base informações contidas em listas de sanções internacionais.

O bloqueio das contas foi realizado conforme a lista de sanções para a Rússia criada pelas Nações Unidas, com a intenção de pressionar o país europeu a parar com o ataque em território ucraniano. Além de endereços de carteiras digitais citados no próprio apanhado internacional, contas russas que a Coinbase tenha identificado com relações aos indivíduos impedidos também foram afetadas.

Ainda no comunicado oficial, a Coinbase também anunciou que estará bloqueando tentativas desses usuários de criarem outras contas para tentar acessar os serviços da corretora. A corretora

Decisão da Coinbase condiz com fala da corretora na última semana

Oficialmente, a Coinbase fala que o banimento dos 25 mil usuários russos foi feito por indicativos de atividades ilegais sendo feitas por essas contas, identificadas por meio de investigações da própria corretora.

A justificativa condiz com uma fala da CoinBase feita pouco menos de uma semana atrás, após autoridades ucranianas pediram para que corretoras de criptomoeda começassem a banir todos os usuários russos de seus serviços, em um esforço adicional a sanções econômicas no país.

Pouco após o pedido, a própria Coinbase se manifestou falando que “para manter a liberdade econômica do mundo”, ela não poderia acatar o pedido da Ucrânia, mas que poderia bloquear os usuários ligados a sanções econômicas emitidas contra o povo russo — algo que, oficialmente, parece ter sido feito no bloqueio dessas 25 mil contas.

Fonte: BleepingComputer

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.