Ações de fundo ETF Bitcoin são rejeitadas novamente por órgão regulador dos EUA

Ações de fundo ETF Bitcoin são rejeitadas novamente por órgão regulador dos EUA

Por Diego Marques | Editado por Claudio Yuge | 31 de Maio de 2022 às 17h20
Envato/Formatoriginal

A Comissão de Valores Mobiliários dos Estados Unidos (SEC, na singla em inglês), órgão regulador do mercado financeiro americano, rejeitou mais uma proposta de ETF do Bitcoin — o exchange-traded fund (ETF) é um fundo de investimento negociado na bolsa de valores como se fosse uma ação.

A One River, a organização responsável pela proposta, solicitou em maio de 2021 o One River Carbon Neutral Bitcoin Trust, um ETF completamente diferente de outros que já passaram pela mesa do órgão fiscalizador. Isso porque a One River, em sua petição, comprometeu-se em comprar créditos de carbono e descontar as emissões associadas ao Bitcoin, na tentativa de atenuar um "atrito" com organizações ambientais, que criticam o gasto energético da mineração da criptomoeda.

Na época, a SEC informou sobre o atraso no prazo para informar sua decisão. Mas agora, cerca de um ano após o pedido, o órgão nega a solicitação e alega que a decisão se dá porque há "o mesmo padrão usado em pedidos do tipo, considerando propostas anteriores para listar fundos de commodities baseados em Bitcoin".

O órgão regulador explicou que a One River, em sua proposta, não atendeu às regras sobre prevenção de fraudes. A SEC citou regras das instituições financeiras e explicou: “são concebidas para prevenir ações e práticas fraudulentas e manipuladoras”, e que a sua legislação existe “para proteger os investidores e o interesse público”.

A SEC outra vez nega proposta de ETF do Bitcoin; em março deste ano o órgão rejeitou outros dois pedidos que foram enviados pelas instituições NYDIG e GlobalX (Imagem: Reprodução/Envato-ADDICTIVE_STOCK)

Essa não foi a primeira proposta negada pela SEC. Outras instituições financeiras também não obtiveram a aprovação, como os casos da Fidelity Investments, da Valkyrie Funds, da Kryptoin Investment Advisors, da New York Digital Investment Group (NYDIG), da Global X e também da Skybridge Capital.

Fonte: Coindesk

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.