Super Mario Bros. 3 raro é vendido por mais de R$ 800 mil, novo recorde em games

Super Mario Bros. 3 raro é vendido por mais de R$ 800 mil, novo recorde em games

Por Wagner Wakka | 23 de Novembro de 2020 às 13h15
Divulgação/Nintendo

Mario tem mais um recorde para chamar de seu. Um cartucho de Nintendinho de Super Mario Bros. 3 se tornou o jogo mais caro vendido até hoje, segundo o Heritage Auctions. O cartucho foi negociado via leilão na última sexta-feira (20) e arrematado por US$ 156 mil, equivalentes à R$ 833 mil, na cotação atual.

Segundo o site, os lances começaram com US$ 62.500, com 20 pessoas que se propuseram a comprar. Com isso, o cartucho alcançou a marca dos US$ 156 mil, o que o coloca como recorde.

O último líder era também um Super Mario Bros. (agora o primeiro) para Nintendinho. O cartucho foi vendido em julho por US$ 144 mil (ou R$ 608 mil) também via leilão.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

De acordo com o Heritage Auctions, um dos principais fatores de exclusividade deste cartucho está na caixa, o que justificaria o valor tão elevado. Nesta versão, a palavra “Bros” está posicionada à esquerda, acima da mão de Mario.

Diferenças entre posicionamento do termo Bros nas versões do jogo (Foto: Heritage Acutions e Nintendo)

A diagramação foi modificada depois pela Nintendo, com o termo mais centralizado, exatamente para sair de cima da mão do personagem na capa. Com isso, a versão antiga se tornou um item raro.

Além disso, todo pacote também recebeu uma excelente avaliação de acordo com seu estado de conservação, contendo não somente a caixa externa, mas o protetor original externo. “Este produto é de deixar o queixo no chão. Não há marcas significativas que reduzam o apelo visual”, explica o site.

O Heritage Auction é um site de leilão de games e que registra os jogos mais caros da plataforma, com auditoria própria.

Fonte: Heritage Actions

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.