Exoesqueleto do game Death Stranding inspira serviço de entregas na China

Por Wagner Wakka | 05 de Maio de 2020 às 22h10
Reprodução/Twitter

Death Stranding, lançado em novembro do ano passado, apresentou um mundo no qual as pessoas não podem sair de casa pelo risco contra suas vidas. Assim, o jogador vive na pele de Sam Bridges, um entregador que arrisca sua saúde para levar pacotes por este mundo. Soa familiar, não?

Além deste distópico mundo, o desenvolvedor Hideo Kojima pode também ter previsto uma tecnologia: a de uso de exoesqueleto para ampliar capacidade de entrega.

A startup de entrega de comidas chinesa Ele.me começou a testar uma ferramenta que auxilia no quanto uma pessoa pode carregar em pacotes nas costas. A empresa fechou uma parceria com a ULS Robotics para o desenvolvimento da tecnologia.

No vídeo compartilhado pelo site Sixth Tone no Twitter, é possível ver um carregador levando 50 kg de produtos nas costas sem grande esforço aparente.

O sistema conta com um apoio para pernas e braços, que funciona como a base para segurar as caixas. Assim, o entregador fica com movimentos mais livres para andar a subir até escadas.

O mecanismo chamou atenção pelo quão próximo é do modelo criado por Kojima em Death Stranding. Apesar dos testes, a companhia chinesa ainda não disse quando nem se vai realmente usar a tecnologia para entregas.

Fonte: Sixth Tone (Twitter)

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.