Cinema exibe trailer de filme proibido para menores antes de Procurando Dory

Por Redação | 30 de Junho de 2016 às 16h54
photo_camera Divulgação/Disney

Animações são sempre voltadas para crianças, certo? Nem sempre, como percebeu tardiamente um funcionário de uma rede de cinemas da cidade de Concord, nos Estados Unidos, que exibiu o trailer de Festa da Salsicha, desenho cheio de palavrões e violência, antes de uma sessão de Procurando Dory, da Pixar.

Enquanto o equívoco ocorreu diante de uma plateia consternada, a culpa foi colocada em um dos gerentes do cinema, que devido à grande procura por ingressos de Procurando Dory e das filas que se formavam diante do estabelecimento, teve de, rapidamente, agilizar a criação de novas sessões e a colocação do longa em novas salas. Dessa forma, o trailer de Festa da Salsicha, que deveria ser exibido antes de outros filmes, acabou permanecendo em exibição.

O erro, porém, pode ser considerado bastante honesto. O longa, que tem Seth Rogen, James Franco, Kristen Wiig, Jonah Hill e Paul Rudd no elenco de dubladores, conta a história de alimentos ansiosos para serem levados para casa pelos humanos. Entretanto, o caos se estabelece quando eles percebem que foram, na verdade, feitos para serem cortados, comidos e despedaçados, em cenas bizarras que misturam uma colorida animação com a violência da mastigação, além de uso de drogas e falas lotadas de palavrões.

No Brasil, Festa da Salsicha estreia no dia 15 de setembro. Já Procurando Dory estreou nesta quinta-feira (30), e até onde se sabe, por aqui, o trailer do novo filme de Seth Rogen e a aventura da esquecida peixinha não caminharam lado a lado.

A situação lembra outro caso semelhante, ocorrido em 2012, quando o então deputado Protógenes Queiroz foi, com o filho, a uma sessão do filme Ted. A história da amizade de décadas entre um homem e seu ursinho de pelúcia, entretanto, também possui palavrões e cenas de consumo de drogas, além de insinuações e sexo. Na época, ele chegou a pedir uma mudança na classificação indicativa do longa, de 16 para 18 anos, além de criticar duramente a produção por apresentar de forma positiva comportamentos polêmicos.

Fonte: Shortlist

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.