Cineasta Ridley Scott soube da descoberta de água em Marte em primeira mão

Por Redação | 30 de Setembro de 2015 às 09h27

Muita gente ficou em frenesi com a notícia veiculada nesta segunda-feira (28) de que a NASA, a agência espacial dos Estados Unidos, encontrou sinais de água salgada em Marte. Porém, dois meses antes de vir a público, a novidade já havia sido repassada ao diretor britânico Ridley Scott.

O motivo do “vazamento” havia sido justamente o próximo trabalho de Scott na direção do filme Perdido em Marte, protagonizado por Matt Damon e que estreia nesta quinta-feira (1) em todo o Brasil. De acordo com o próprio cineasta, o chefe da agência espacial mostrou pessoalmente algumas fotos que comprovavam a descoberta em meados de julho deste ano.

A revelação, porém, era tardia, então não foi possível realizar qualquer alteração no filme que chega aos cinemas nesta semana para incluir a novidade conhecida em primeira mão. “Ele teria encontrado a ponta de uma geleira, seria fascinante”, comenta Scott sobre como o personagem central de Perdido em Marte poderia lidar com a novidade.

Perdido em Marte

Matt Damon protagoniza "Perdido em Marte", novo filme de Ridley Scott. (Foto: Divulgação/Fox)

Alerta de spoilers

“Contudo, eu perderia uma grande cena [dentro do filme]”, pondera o cineasta. “Ele precisa fazer água e um dispositivo de vaporização e então colocar as tendas de plástico, que criam umidade para fazer as plantas crescerem, é a forma mais básica de irrigação. Eles ainda fazem isso na Espanha”, comenta o diretor.

Sucesso na NASA

Na mesma entrevista em que revela ter visto fotos de água em Marte antes de basicamente todo o mundo, concedida ao jornal The New York Times, Scott conta ainda que Perdido em Marte já foi exibido duas vezes dentro da NASA e, mais recentemente, também na Estação Espacial Internacional.

Fonte: The New York Times

Inscreva-se em nosso canal do YouTube!

Análises, dicas, cobertura de eventos e muito mais. Todo dia tem vídeo novo para você.