Capitão América: Guerra Civil já faturou US$ 200 mi antes de estrear nos EUA

Por Redação | 02.05.2016 às 11:23

No primeiro fim de semana em cartaz, Capitão América: Guerra Civil dominou a bilheteria internacional e faturou impressionantes US$ 200 milhões antes mesmo da estreia nos cinemas dos Estados Unidos.

Dave Hollis, chefe de distribuição da Disney, considera os filmes da Marvel como modelos de consistência comercial em um mercado imprevisível. "Eles acharam uma maneira de manter os filmes atuais, e a recepção dessa estreia sugere que indiscutivelmente foi entregue um dos melhores filmes que já saíram desse estúdio", declarou o executivo.

Há alguns motivos para o sucesso de Capitão América: Guerra Civil. O filme carrega a promessa de mostrar aos espectadores o acerto de contas entre Capitão América (Chris Evans) e Homem de Ferro (Robert Downey Jr.). Além do conflito interno entre os Vingadores, o novo longa ainda introduz o novo Homem-Aranha, interpretado por Tom Holland, e o Pantera Negra, interpretado pelo ator Chadwick Boseman. Sem dúvida dois personagens adorados pelos fãs.

A impressionante estreia em território estrangeiro abrange 37 diferentes territórios e representa aproximadamente 63% de todo o mercado internacional. O filme também foi bem em formatos premium: as exibições em IMAX foram responsáveis por quase US$ 10 milhões na bilheteria internacional. A estreia já está apenas 5% atrás de Vingadores: Era de Ultron e já ultrapassou em até 26% grandes títulos como Homem de Ferro 3 e Os Vingadores. O faturamento inicial impressiona ainda mais quando comparado à estreia de Capitão América: Soldado Invernal, que faturou pouco mais de US$ 75 milhões na sua estreia internacional.

Os países que mais contribuíram para o sucesso de bilheteria foram Coréia do Sul, com US$ 28,9 milhões; México (US$ 20,6 milhões) e Reino Unido (US$ 20,5 milhões); até o Brasil entrou na lista com US$ 12,3 milhões.

Guerra Civil estreia nos Estados Unidos, China, Rússia, Itália e Argentina no dia 6 de maio e certamente teremos notícias de mais recordes de bilheteria sendo quebrados já nos próximos dias. A Disney já tem motivos suficientes para comemorar mais um sucesso de crítica e bilheteria.

Via Variety