Marte mais perto da Terra: saiba como ver esse fenômeno raro

Por Redação | 30 de Maio de 2016 às 10h02
photo_camera NASA

Hoje, segunda-feira (30), a distância entre a Terra e Marte será a menor registrada nos últimos 11 anos: 75,3 milhões de quilômetros. Por causa disso, o planeta vermelho ficará mais iluminado e será possível vê-lo a olho nu.

A última vez que Marte chegou tão perto da Terra foi em agosto de 2003. Naquele ano, foi registrada a menor distância em 60 mil anos, ficando os dois planetas a apenas 55,76 milhões de quilômetros um do outro. Para se ter uma ideia da proximidade, os dois planetas podem ficar até 400 milhões de quilômetros distantes um do outro, enquanto a distância média da Terra para a Lua é de 384 mil quilômetros.

A aproximação é fruto de um alinhamento quase perfeito com Marte e o Sol, em um fenômeno conhecido como "oposição afélica". De acordo com Renato Las Casas, coordenador do grupo de astronomia da Universidade Federal de Minas Gerais, "por estar mais distante do Sol, a órbita de Marte é maior que a da Terra. O tempo que Marte gasta para dar uma volta em torno da estrela é de aproximadamente dois anos terrestres". O ápice da aproximação de Marte será às 18h34 (horário de Brasília). No entanto, por volta da meia-noite, Marte estará mais brilhante se tornando o momento ideal para uma observação a olho nu.

Marte

Para encontrar o planeta na mudança de segunda para terça-feira, é preciso olhar para o leste, onde o Sol nasce, e localizar a estrela brilhante de Antares na constelação de Escorpião. Marte será um ponto vermelho acima da constelação. Em Piracicaba/SP, o Observatório Astronômico receberá gratuitamente nesta segunda-feira, das 20h às 21h30 a visita de interessados em verem Marte. Outra maneira de observar o planeta vermelho é por meio do site da equipe do Slooh. Uma livestream do telescópio será feita a partir das 22h, assim como acontecerá com o projeto brasileiro Ciência e Astronomia, no YouTube.

Tal alinhamento acontece, em média, a cada 26 meses, ou 780 dias. No entanto, devido às circunferências dos dois planetas não serem perfeitas, a distância entre a Terra e Marte no momento do alinhamento nem sempre é a mesma. No próximo alinhamento, em julho de 2018, a previsão é que Marte se aproxime ainda mais de nosso planeta, a uma distância de 57,6 milhões de quilômetros.

Via UOL

Siga o Canaltech no Twitter!

Não perca nenhuma novidade do mundo da tecnologia.