Cientistas descobrem quarto elemento magnético da tabela periódica

Por Wagner Wakka | 25 de Maio de 2018 às 15h59
photo_camera Getty Images

Um experimento realizado na Universidade de Minnesota nos Estados Unidos resultou na descoberta de um novo elemento magnético. A pesquisa comprovou que o rutênio (Ru) é o quarto elemento da tabela periódica a ter propriedades magnéticas em temperatura ambiente.

Um elemento como este pode colaborar para várias funções na sociedade, como a melhoria de sensores, dispositivos relacionados à memória de computadores e, claro, materiais magnéticos. Até o momento, apenas três elementos tinham esta capacidade: ferro, cobalto e o níquel. Outro, o gadolínio, também tem essa capacidade, mas não em temperatura ambiente. Aos 8ºC, o elemento já passa a não ter mais esta propriedade.

Atualmente, estes elementos são constantemente usados para a indústria de eletrônicos, sobretudo para funções relacionadas a eletromagnetismo — ou seja, a capacidade de criar correntes elétricas a partir da variação do campo magnético, por indução. Na indústria, são utilizados para aplicações como sensores, motores elétricos, geradores, HDs e, mais recentemente, memórias spintrônicas. Contudo, a grande colaboração do material se mantém para produção de novas tecnologias para armazenamento de dados.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

"O magnetismo é sempre incrível. Ele se prova incrível novamente. Estamos empolgados e agradecidos por ser o primeiro grupo a demonstrar experimentalmente e adicionar o quarto elemento ferromagnético à temperatura ambiente à tabela periódica", disse Robert F. Hartmann, professor de eletricidade da Universidade de Minnesota. Ele é supervisor do projeto encabeçado pelo Ph.D Patrick Quatermann, da National Research Council (NRC).

A busca por novos elementos magnéticos é uma demanda da indústria de eletrônicos, que vê nas matérias-primas tradicionais como o ferro uma limitação para o desenvolvimento de novos aparelhos. A descoberta desta propriedade do rutênio abre um leque de novos caminhos para estudos relacionados a armazenamentos de dados.

A pesquisa completa está disponível no estudo Demonstration of Ru as the 4th ferromagnetic element at room temperature ("Demonstração do Ru como o 4th elemento ferromagnético em temperatura ambiente", na tradução livre).

Fonte: Nature

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.