Pesquisadores chineses criam 'etiqueta' que indica se um alimento está estragado

Por Redação | 20.03.2014 às 08:20 - atualizado em 21.03.2014 às 01:31
photo_camera Chao Zhang

Ao menos uma vez na vida, todo mundo já deve ter passado pela situação de precisar cheirar uma garrafa de leite que estava esquecida há algum tempo na geladeira. Quando o produto já passou da validade, essa é uma situação nada agradável. Pensando nisso, pesquisadores da Peking University, em Pequim, na China, começaram a trabalhar em dispositivos que podem identificar facilmente quando um produto está vencido. Assim surgiu o que eles chamaram de "smart tags", ou "etiquetas inteligentes".

As etiquetas são uma espécie de gel e possuem o tamanho de um grão de milho, podendo ser fixadas em embalagens de comidas ou medicamentos. Conforme o produto vai se deteriorando, a tal etiqueta vai mudando de cor até chegar ao ponto em que o produto está totalmente impróprio para o consumo. De acordo com o CNET, a tal etiqueta é capaz até de levar em conta variações na temperatura e no ambiente ao redor, coisa que muitas vezes os fabricantes não têm como prever quando determinam a data de validade.

"Vermelho ou vermelho alaranjado significa que o produto está próprio para o consumo. Com o tempo, a tag muda de laranja para amarelo e finalmente verde, que indica que a comida está estragada", explicou Chao Zhang, pesquisador-chefe do projeto. A ciência por trás da ideia consiste em nanobastões metálicos não-tóxicos que mudam de cor conforme a quantidade de micróbios na comida vai crescendo.

A pesquisa foi apresentada na última segunda-feira (17) em uma reunião da American Chemical Society, mas, infelizmente, a novidade ainda não está disponível para o mercado. Porém, os pesquisadores garantiram que já começaram a procurar por empresas interessadas em fabricá-la.