Novo tipo de plástico pode ajudar a consertar ossos quebrados

Por Redação | 15.03.2013 às 11:45

Pesquisadores da Universidade de Southampton, na Inglaterra, criaram um novo tipo de plástico que pode ser capaz de fixar ossos quebrados num piscar de olhos. Richard Oreffo, professor da universidade, disse que o polímero "tem uma estrutura adorável de favo de mel." As informações são do Mashable.

Para chegar ao material ideal, os pesquisadores criaram uma mistura de três plásticos que é altamente resistente e porosa. A tal estrutura de favo de mel, citada pelo professor, permite que células vivas "rastejem" sobre ele e os vasos sanguíneos também são capazes de penetrá-lo.

A equipe retirou partes dos ossos do fêmur de camundongos, deixando buracos de um tamanho incapaz de cicatrizar normalmente, segundo o professor. Eles então colocaram essas "estruturas de plástico" e acompanharam a recuperação dos roedores ao longo de oito semanas.

Quando as estruturas foram semeadas com células-tronco ósseas (humanas), os ossos dos animais se curaram mais rápido, mas mesmo sem essas células os ossos dos ratos começaram a preencher a lacuna ao longo da estrutura de plástico.

Nos seres humanos, essa estrutura pode servir para reparar fraturas ósseas muito severas. "Esta é uma oportunidade real, uma estrutura que pode ser colonizada com células-tronco dos próprios pacientes", explica Richard Oreffo.

Mas e a tal estrutura de plástico? Depois de algum tempo, o material deve degradar completamente dentro do corpo vivo, deixando o osso reparado sozinho para exercer seu trabalho. O material do suporte é uma mistura de quitosana (derivado de cascas de camarão), acetato de polivinilo e poli-L-lactido, um polímero biodegradável já utilizado em aplicações médicas.