Chip implantado no corpo pode detectar ataques cardíacos antes que aconteçam

Por Redação | 23 de Março de 2013 às 16h57

Pesquisadores suíços disseram que estão trabalhando em um pequeno implante capaz de analisar o sangue dentro do nosso corpo e enviar os resultados dos exames diretamente para um médico. O chip possui apenas 14mm e foi desenvolvido por uma equipe do Instituto Federal Suíço de Tecnologia (EPFL).

De acordo com o EurekAlert, o dispositivo deve ser implantado embaixo da pele e pode, basicamente, analisar a concentração de substâncias no sangue para ajudar a determinar o estado de saúde de um paciente. Ele funciona graças a cinco sensores, um rádio transmissor e um sistema que faz tudo isso funcionar.

A informação coletada pelo chip é encaminhada através de uma série de fases, desde o corpo do paciente até a tela do computador do médico. O implante emite ondas de rádio em uma frequência segura. O patch da bateria (que fica fora do corpo) coleta os dados e os transmite via Bluetooth para um telefone celular, que os envia para o médico por meio da rede de telefonia.

Chip detecta ataque cardíaco

Imagem: Reprodução / EPFL

Essa tecnologia pode ser utilizada pelos médicos para acompanhar e monitorar o paciente antes que os sintomas comecem a aparecer. "Isso permitirá o monitoramento direto e contínuo com base na tolerância individual do paciente, e não na idade, nos gráficos de peso ou nos exames de sangue trimestrais", explica o líder da equipe de pesquisa, Giovanni de Micheli.

Outro cientista da instituição, Sandro Carrara, disse ao The Verge que o implante pode detectar uma molécula ligada a um ataque cardíaco entre três e quatro horas antes que ele aconteça. O chip ainda é um protótipo e está em fase experimental, mas os pesquisadores esperam que ele esteja pronto para ser comercializado dentro de quatro anos.

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.