Amazon é acusada de usar Echo Kids para gravar ilegalmente conversas de crianças

Por Thaís Augusto | 09 de Maio de 2019 às 19h40
Tudo sobre

Amazon

Saiba tudo sobre Amazon

Ver mais

A Amazon está sendo acusada de gravar ilegalmente conversas de crianças pequenas usando o dispositivo Echo Dot Kids. Na queixa apresentada na Comissão Federal de Comércio (FTC, na sigla em inglês), grupos de defesa da infância e de privacidade dizem que o equipamento ainda armazena os dados e impede que pais os apaguem.

Se a acusação se provar verdadeira, a prática viola o Ato de Proteção à Privacidade Online Infantil (COPPA), uma das poucas leis federais de privacidade que existem. A COPPA impõe certos requisitos de privacidade para sites e serviços voltados para crianças, incluindo a obtenção do consentimento dos pais antes que uma criança com menos de 13 anos de idade tenha suas informações coletadas.

Procurado pelo site The Verge, o porta-voz da Amazon não comentou sobre o armazenamento de dados de crianças, mas disse que: "O FreeTime no Alexa e no Echo Dot Kids Edition está em conformidade com a COPPA".

Os dispositivos Echo Dot Kids da Amazon foram lançados no ano passado com uma proteção emborrachada e recursos de controle parental, conteúdo para crianças e uma versão infantil da Alexa, que toca músicas, responde perguntas, lê histórias e conta piadas.

Echo Dot Kids é vendido nas cores vermelha, azul e verde. Imagem: Reprodução / The Verge

"A Amazon comercializa o Echo Dot Kids como um dispositivo para educar e entreter as crianças, mas o propósito real é acumular um tesouro de dados sensíveis que ele se recusa a abandonar mesmo quando direcionado pelos pais", disse Josh Golin, diretor executivo da Campanha para uma Infância Livre de Comerciais (CCFC), a organização que liderou a queixa contra a Amazon.

Um grupo bipartidário de parlamentares também enviou uma carta para a FTC nesta quinta-feira (9) solicitando que a agência abra uma investigação sobre o assunto. Os senadores Ed Markey, Josh Hawley, Richard Blumenthal e Dick Durbin disseram: "As crianças são uma população excepcionalmente vulnerável. Instamos a Comissão a tomar todas as medidas necessárias para garantir sua privacidade como dispositivos de Internet das Coisas voltados para os jovens consumidores que chegam ao mercado, incluindo o início imediato de uma investigação sobre a conformidade com a COPPA da Amazon Echo Dot Kids Edition".

Não é a primeira vez que o senador Markey expressa sua preocupação com o Echo Dot Kids. Em maio de 2018, ele e o então congressista Joe Barton enviaram uma carta ao diretor-presidente da Amazon, Jeff Bezos, com perguntas sobre o produto. Eles questionavam se a Amazon mantém um perfil de dados de cada criança e por quanto tempo as gravações e informações são armazenadas pela empresa.

Fonte: CNN, The Verge

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.