Tesla Model 3 e Model Y estão mais caros e “culpa” é da crise dos chips

Tesla Model 3 e Model Y estão mais caros e “culpa” é da crise dos chips

Por Paulo Amaral | Editado por Jones Oliveira | 25 de Novembro de 2021 às 13h50
Divulgação/ Tesla

O Model 3 e o Model Y, dois dos principais carros elétricos da Tesla, estão mais caros. De novo. Segundo o site South China Morning Post, a montadora do bilionário Elon Musk remanejou, pela segunda vez em cinco dias, os preços dos dois modelos. E culpou a crise dos chips.

De acordo com a publicação, o Model 3 dotado de tração traseira e autonomia de 556 quilômetros sofreu um reajuste de 1,9% nesta quarta-feira (24) e já havia ficado 6,4% mais caro na sexta-feira anterior, dia 19 de novembro. O Tesla Y, por sua vez, ficou com o preço 1,9% mais alto após o novo reajuste nas lojas da China.

Os aumentos casaram com a decisão da montadora em deixar de oferecer descontos de 21% nos carros elétricos que saíam da fábrica em Xangai. Além disso, ela também informou que as portas USB nos consoles frontais dos carros feitos no país a partir de 6 de novembro “só serviriam para carregamento”, também por conta de peças necessárias para a configuração completa do acessório.

Aumento global

O país asiático, no entanto, não foi o único afetado pela alta nos preços. De acordo com o Electrek, Canadá e Estados Unidos também registraram aumento nos preços no Model 3 e do Model Y. No Canadá, no entanto, a “desculpa”, ou melhor, a justificativa da Tesla para o aumento foi diferente.

Segundo a montadora, o Model 3 não é mais elegível para fazer parte do programa de incentivos do governo para veículos elétricos, e isso acabou afetando diretamente o preço cobrado ao consumidor final. O carro da Tesla passou de US$ 54.490 para US$ 59.900.

Nos Estados Unidos, o automóvel também ficou mais caro e, em sua versão mais completa, está custando US$ 53.940, já inclusa a chamada “recompensa de combustível limpo” da Califórnia, incentivo que dá US$ 750 de desconto na compra de carros elétricos.

Fonte: South China Morning Post, Electrek

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.