Primeira eletrovia do Brasil é inaugurada em Curitiba

Por Natalie Rosa | 27 de Março de 2018 às 17h29
photo_camera Daniela Catisti

​Aconteceu nesta terça-feira (27) a inauguração da primeira eletrovia do Brasil na sede da distribuidora de energia paranaense Copel, em Curitiba.

A partir de hoje, estão abertos dois postos: um em Curitiba, no Km 3, e outro em Paranaguá. Ao longo deste ano, as cidades de Irati, Guarapuava, Laranjeiras do Sul, Cascavel, Medianeira e Foz do Iguaçu também receberão os eletropostos, totalizando oito localidades e criando uma via que cruza o estado do leste ao oeste.

Participaram do evento o governador do Paraná, Beto Richa, e o prefeito de Curitiba, Rafael Greca. O presidente da Copel, Antonio Sérgio de Souza Guetter, também compareceu ao evento para comemorar a inauguração do eletroposto. Guetter conta que as maiores dúvidas dos cidadãos são em relação a quantos carros serão abastecidos por dia e qual a demanda existente no estado — um dado que, segundo o próprio presidente, ainda não se sabe.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Antonio Sérgio de Souza Guetter (Foto: Daniela Catisti)

"O que nós estamos criando aqui é uma parte do futuro. E o futuro é assim, o futuro é incerto, desconhecido, o que nós sabemos é que existem três grandes tendências que nos levam a imaginar esse futuro", comenta.

As três tendências citadas por Guetter são:

  • A grande velocidade de inovação tecnológica (veículos elétricos, baterias, autonomia) que pode transformar sensivelmente a sociedade e o setor elétrico;
  • Mudança de comportamento do consumidor, cada vez mais com a intenção de dominar o seu consumo, saber quanto custa e fazer parte das decisões sem seguir regras de terceiros. "Aqui ele vai poder saber quanto ele gasta, vai poder gerar sua própria energia e, eventualmente, saber exatamente fazer a gestão de seus custos de energia", ressalta;
  • O esforço internacional de redução de emissão de carbono, o que traz um papel fundamental para a eletricidade.

A eletrovia é a primeira a cruzar uma estrada inteira e deve impulsionar o desenvolvimento do mercado de carros elétricos no Brasil. O eletroposto foi implantado na BR 277, a mais importante do Paraná.

As estações de abastecimento presentes no eletroposto são de carga rápida e gratuita, ao menos inicialmente. Em aproximadamente 30 minutos, os veículos elétricos recebem carga de 80%. Dependendo do modelo do veículo, cada carga completa pode ser suficiente para percorrer entre 150 a 300 quilômetros.

Eletroposto Copel (Foto: Natalie Rosa)
Monitor para o controle da recarga (Foto: Natalie Rosa)

Em parceria com a Itaipu, a Copel ainda pretende desenvolver outras eletrovias, possivelmente ligando os estados de Santa Catarina e São Paulo.

Carbono 0

A troca de carros convencionais por carros elétricos é uma etapa que vai transformar o setor elétrico e, segundo Guetter, a Copel quer estar pronta para atender a esse novo cenário com soluções de mobilidade elétrica, redução de carbono e rede de energia capaz de absorver essa tendência.

Mais de 95% da geração de energia da Copel é originada de fontes renováveis, fortalecendo a questão da sustentabilidade. Por isso, Guetter acredita que haverá uma redução significativa na emissão de carbono.

A Copel foi convidada pela TDA, organização em prol da redução das emissões de carbono, para ser a representante da América do Sul, ao lado de países como Holanda, França, Portugal e Canadá.

Eletroposto em Curitiba (Imagem: Daniela Catisti)

Ao todo, foram investidos R$ 5,5 milhões em pesquisa e desenvolvimento para a conclusão da primeira eletrovia do Brasil.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.