Hands-On | Onix 2020: bom desempenho e conectividade são destaques

Felipe Ribeiro/ Canaltech

O lançamento da segunda geração do Onix tem tudo para ser um marco na indústria automotiva brasileira, tal qual o seu antecessor fora em 2012. Com a missão de "mexer" em um produto que deu certo — muito certo, diga-se de passagem —, a GM remodelou completamente seu compacto. O que antes era um carro apenas protocolar, mas que tinha boas intenções e conectividade, passou a ser um automóvel dos mais completos, mesmo sendo de um segmento de "entrada". E não apenas isso: deixou de ter um comportamento irritante e anestesiado para entregar uma sensação mais dinâmica e eficiente ao volante.

O Canaltech passou alguns momentos com o veículo em sua versão Premier, a topo de linha, e conta agora as primeiras impressões:

Antes de dirigir, vamos conectar?

Quando você entra na sua casa, provavelmente seu celular já se conecta diretamente ao wi-fi, certo? Bem, no Onix 2020, acontecerá a mesma coisa. O veículo possui conexão com a internet de maneira nativa, graças a um eChip fornecido em parceria com a Claro. Durante os testes, a velocidade para streaming e demais atividades era digna de uma internet doméstica, sem qualquer engasgo ou algo que atrapalhasse a experiência.

A nova interface do My Link contribui, e muito, para a experiência de internet a bordo ser ainda melhor. Com resolução maior e velocidade de comandos bem mais ligeira, a central multimídia do Onix 2020 é outro dos destaques em termos de conectividade.

Vale lembrar que, segundo a Chevrolet, o Onix 2020 pode conectar até sete dispositivos ao mesmo tempo, ao passo que o My Link pode parear até dois celulares de maneira simultânea, outra das novidades no segmento. Os pacotes de internet oferecidos com o carro, tal qual já ocorre com o Cruze, custam a partir de R$ 29,90 por mês, com diversos perfis de utilização.

Imagem: Felipe Ribeiro/ Canaltech

Outra novidade que estreia com o Novo Onix é o myChevrolet App. Ele permite maior interação entre o usuário e o veículo, possibilitando que o usuário consulte informações do computador de bordo, entre elas o nível de combustível, a vida útil do óleo, o hodômetro e a pressão individualizada dos pneus. Dá para consultar até se há informações de recall.

Pelo myChevrolet App, o condutor tem acesso a diversas funcionalidades, como a que proporciona relatórios por viagem, por dia, semana ou mês quanto à forma de condução para quem deseja se aprimorar ao volante e dirigir de forma mais eficiente. Funções do veículo também podem ser comandadas por smart watch. Esta tecnologia está disponível para o Novo Onix equipado com o sistema OnStar.

Comportamento linear

Para elevar o patamar tecnológico do Onix sem mexer na relação custo-benefício, foi estabelecido um programa de escala para diluir os custos de engenharia, manufatura e desenvolvimento de fornecedores. Isso foi viabilizado graças ao desenvolvido global deste produto. As especificações, como é de praxe, foram customizadas para o nosso mercado.

A segunda geração do automóvel chega como um motor inteiramente novo, de três cilindros, da família Ecotec. Serão duas configurações: 1.0 aspirado (até 82 cv/10,6 kgfm) e 1.0 com turbo (até 116 cv/16,8 kgfm).

O motor Ecotec 1.0 Flex Turbo da Chevrolet, presente na versão testada pelo Canaltech, conta com as mais modernas tecnologias disponíveis, como bloco de alumínio, cabeçote com duplo comando variável de válvulas, coletor de escape integrado, bomba de óleo de duplo estágio de pressão variável, além de diversos conceitos inovadores ou até mesmo inéditos na categoria.

Com a técnica do downsizing, a GM fez com que seu principal automóvel ficasse ainda mais ligeiro e dinâmico, gostoso de dirigir, sobretudo em situações mais urbanas, em que o torque precisa aparecer em baixas rotações. Já na estrada, o desempenho foi um pouco inferior, porque quando precisamos fazer retomadas em alta velocidade, o fato do motor ser menor contribui para que a manobra seja menos eficaz. Mas, no entanto, não é algo que irrite o condutor, uma vez que o câmbio automático de seis velocidades cumpre bem o seu papel, com trocas de marcha quase imperceptíveis.

Em resumo, principalmente se compararmos com alguns concorrentes que adotam o mesmo tipo de motor, o Onix se coloca em um patamar bem interessante, o suficiente para se manter atrativo e deixar bem claro que é, sim, melhor do que sua primeira geração.

Foto: Felipe Ribeiro/Canaltech

O turbo mais econômico

“Com o avanço principalmente da eletrônica, não dá para comparar carros mais modernos apenas pela ficha técnica, assim como não é possível comparar duas orquestras só pelos instrumentos. Para ambos é a afinação dos equipamentos e a harmonização do conjunto que importam”, compara Dalício Guiguer, diretor de Programas da GM.

Foto: Felipe Ribeiro/Canaltech

Várias destas tecnologias também contribuem para o menor consumo de combustível e posicionam o novo Onix Plus como o modelo turbo mais econômico do mercado, de acordo com dados do Inmetro. Com gasolina no tanque, o Onix 2020 com transmissão manual roda, em média, 17 km/l na estrada e 13,7 km/l na cidade. Os números com etanol são 12,2 km/l e 9,6 km/l, respectivamente. O modelo automático, testado pelo Canaltech, beirou os 16km/l no trecho de estrada.

Este novo conjunto mecânico foi projetado para ter maior durabilidade. Para isso, foram desenvolvidas diferentes soluções, como um tipo de injeção eletrônica com bicos aquecidos menos vulnerável a oscilações de qualidade do combustível.

Bom nível de conforto, não de isolamento

O Onix 2020 é muito confortável. No trajeto que fizemos, que foi de pouco mais de 100 quilômetros, não sentimos cansaço ou algo que nos incomodasse. Algo, no entanto, merece atenção: o isolamento acústico. Apesar de todas as melhorias que elevaram seu patamar no âmbito tecnológico, o Onix peca, e muito, no isolamento acústico. Em alta velocidade, com a rolagem a todo vapor, mal conseguíamos conversar dentro do automóvel sem levantar um pouco mais a voz.

Tudo para permanecer no topo

O novo Onix 2020 tem todos os predicados para permanecer no topo como o veículo mais vendido do mercado brasileiro. Com novo motor e itens de conectividade e segurança, este produto tem tudo para remodelar seu segmento.

Seu comportamento na cidade é dos melhores da indústria e, mesmo com pequenas quedas de desempenho na estrada, ele é capaz de entregar um rodar leve, confortável e linear.

O Canaltech fará um review completo do automóvel em breve. Fique de olho!

O Canaltech viajou para Porto Alegre a convite da Chevrolet do Brasil.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.