Fornecedor da Tesla anuncia bateria para carros que pode durar 2 milhões de km

Por Rui Maciel | 09 de Junho de 2020 às 15h45
Wikipedia
Tudo sobre

Tesla

Saiba tudo sobre Tesla

Ver mais

A Contemporary Amperex Technology (ou CATL) é uma empresa chinesa especializada no desenvolvimento de baterias e que é uma das principais fornecedoras de marcas como Tesla e Volkswagen. E agora, a empresa anunciou uma bateria que pode impulsionar consideravelmente a venda de carros elétricos nos próximos anos: isso porque o componente pode durar até 16 anos e percorrer mais de dois milhões de quilômetros, o que equivale a circular o planeta por 50 vezes.

Segundo Zeng Yuqun, CEO da Contemporary, a companhia já está pronta para produzir esta nova bateria em larga escala e atender aos pedidos das montadoras. Além disso, o executivo afirmou que o componente custa cerca de 10% a mais que a média das baterias EV. No entanto, ele não revelou se já há compradores para o novo produto.

A duração das baterias e a preocupação com a perda de força das mesmas, além dos custos de substituição, são os principais fatores que impedem uma adoção maior de carros elétricos pelos consumidores. Em 2019, A Tesla sinalizou que esperava colocar em produção uma bateria com capacidade de um milhão de quilômetros de operação. Já em maio, a General Motors disse que está se aproximando de uma tecnologia similar a da CATL.

A agência de notícias Reuters informou em maio que Tesla estava desenvolvendo uma bateria de ampla autonomia em parceria com a CATL. Fontes envolvidas no projeto afirmaram que a montadora de Elon Musk planejava lançar o componente inicialmente na China, como parte de uma estratégia mais ampla de reposicionamento da empresa no país asiático. A Tesla, no entanto, não respondeu imediatamente à pergunta do site Business Insider sobre se a bateria anunciada pelo CATL é a mesma que foi desenvolvida em conjunto por ambas as companhias.

Mercado cauteloso

Durante a pandemia da COVID-19, os compradores de carros que estão cautelosos e criando uma demanda reprimida, que pode ser liberada a partir do ano que vem, liderada por modelos premium de automóveis, afirmou Yuqun.,E entre os clientes da CATL estão montadoras que oferecem carros do gênero, como BMW AG e a Toyota Motor Corp, além da Tesla. "A pandemia pode ter um efeito duradouro ao longo de 2020, mas não será um fator importante no próximo ano", disse o CEO. "Temos grande confiança a longo prazo."

Os comentários de Zeng reforçam a visão de que os veículos elétricos devem enfrentar melhor a desaceleração econômica causada pelo surto do que os modelos movidos à gasolina. A expectativa é a venda de carros elétricos crescerá 8,1% na China, a partir de 2021. Isso representa a maior parcela das vendas globais de veículos elétricos no mundo. Na Europa, essa previsão é de 5%, a consultoria de pesquisa de mercado BNEF.

Fábrica da Tesla:mercado de carros elétricos ainda sente os efeitos da pandemia da COVID-19

Em fevereiro, a CATL fechou um contrato de dois anos com a Tesla para o fornecimento de baterias. Trata-se de um contrato estratégico para a empresa chinesa, considerando que a montadora é líder na venda de carros elétricos dos EUA. Anteriormente, a Tesla vinha trabalhando, principalmente, com a japonesa Panasonic Corp. e a sul-coreana LG Chem Ltd. Para o fechamento do acordo com a CATL, foram exigidos meses de negociações entre Musk e Zeng, com encontros pessoais envolvendo os executivos na rota EUA-China.

As baterias da CATL devem ser usadas nos sedãs modelo 3 da Tesla, que serão produzidos na nova fábrica da marca, nas proximidades de Xangai. As entregas das primeiras unidades foram iniciadas no começo deste ano, sendo que as baterias são a parte mais cara do processo de fabricação de um automóvel elétrico. O fato de trabalhar com uma empresa chinesa para o fornecimento de baterias pode ajudar a Tesla a reduzir seus custos e maximizar os lucros.

Em entrevista ao site da Bloomberg, Zeng Yuqun disse que, muitas vezes, compartilha suas idéias com Musk, através de troca de mensagens de texto. Entre os temas abordados, estão o desenvolvimentos em tecnologia e negócios. A CATL está fortalecendo seu relacionamento com a Tesla, em assuntos como baterias sem o uso de cobalto no processo de fabricação.

"Estamos nos dando bem e ele é um cara divertido", disse Zeng sobre Musk. "Ele está falando sobre custos o dia todo, e eu estou me certificando de que temos as soluções." O executivo afirmou ainda que Musk também solicitou sua ajuda na obtenção de ventiladores para pacientes com coronavírus. O bilionário norte-americano entregou mais de mil aparelhos respiratórios da China para autoridades de Los Angeles em março.

Baterias da CATL: chinesa está fornecendo o componente para algumas das maiores montadoras do mundo (Foto: Qilai Shen/Bloomberg)

Com o anúncio da nova bateria, as ações da CATL avançaram cerca de seis vezes na bolsa de valores de Shenzhen, desde sua oferta pública inicial (IPO) em 2018. Com isso, o valor de mercado atual da empresa gira em torno US$ 47 bilhões. A Tesla, considerada a mais valiosa fabricante de carros elétricos, tem um valuation avaliado em cerca de US$ 160 bilhões.

O CEO da CATL afirmou que o "ponto de virada" do mercado de automóveis elétricos deve ocorrer entre 2030-2035, quando os modelos do gênero ultrapassarão os veículos movidos à gasolina. Essa visão de Zeng é mais ambiciosa do que a de pesquisadores da BNEF, que esperam que esta mudança ocorra alguns anos depois.

Para ampliar sua presença mundo afora, a CATL, que está construindo uma unidade de produção na Alemanha, que deve produzir mais de 70% das baterias exigidas pela BMW, um dos primeiros clientes da companhia fora da China, disse Zeng. A companhia também trabalha com a Audi (controlada pela Volkswagen) e está cooperando com a Porsche. Zeng não descartou também a construção de uma fábrica nos EUA, embora tenha dito que a empresa não tem planos específicos para o momento:

Fonte: Business Insider / Bloomberg / Reuters

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.