Dona da 99 vai iniciar corridas com carros autônomos

Por Rafael Arbulu | 04 de Setembro de 2019 às 12h00
Didi Chuxing

A DiDi Chuxing, que você deve conhecer como “a dona da 99 no Brasil”, está abrindo um projeto-piloto em de Xangai, na China. Logo menos (a companhia não afirma uma data exata), passageiros chineses poderão aproveitar o serviço de caronas e transporte da empresa com automóveis totalmente autônomos.

Segundo divulgação da DiDi, o governo chinês lhe concedeu licença de testes de frota autônoma no dia 28 de agosto, efetivamente permitindo que o programa seja implementado em caráter de teste. Ao todo, 30 automóveis deverão percorrer Xangai e recolher passageiros dentro de um modelo que a DiDi chama de “híbrido”: os carros terão total autonomia, mas ainda contarão com um motorista inserido no veículo para o caso de mãos humanas precisarem intervir no trajeto ou resolver imprevistos.

Isso se dá pela complexidade do trânsito rodoviário de Xangai: segundo um índice levantado pela empresa fabricante de GPSs TomTom, a cidade conta com aproximadamente 33% do seu dia com trânsito engarrafado, sendo pior em horários de pico de manhã e de noite.

"As inovações valem a pena quando agregam valor à vida das pessoas. Acreditamos que dar aos cidadãos comuns acesso a frotas autônomas e compartilhadas, em larga escala, é a chave para atingirmos nosso objetivo coletivo de segurança, eficiência e sustentabilidade para o futuro das cidades", diz Cheng Wei, CEO da DiDi, durante o anúncio formal do projeto em evento voltado à inteligência artificial na China. "Trabalhando com nossos parceiros da indústria automotiva, a DiDi tem o potencial para se tornar o primeiro negócio a concretizar o serviço de carros autônomos em larga escala", afirmou Zhang Bo, CTO da DiDi e CEO da sucursal de carros autônomos da empresa.

A DiDi optou por transformar a sua divisão de carros autônomos em uma empresa independente no início de agosto de 2019, dando-lhe maior flexibilidade para a execução de testes de inovação tecnológica. Atualmente, a empresa subsidiária emprega mais de 200 pessoas na China e EUA.

Nos EUA, aliás, há um teste similar da empresa em curso, mas, até agora, os resultados não foram divulgados.

Fonte: TomTom Traffic Report

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.