Conheça o VoloCity, táxi voador que você pode chamar com seu smartphone

Por Felipe Ribeiro | 19 de Setembro de 2019 às 12h33
Volocopter

No passado, sonhávamos com os carros voadores, tal qual no desenho dos Jetsons e demais filmes de ficção, mas, ao que parece, esse sonho pode se tornar realidade logo logo. Depois de receber um investimento de US$ 30 milhões e concluir uma rodada de financiamento de US$ 55,3 milhões, a startup alemã Volocopter criou uma espécie de táxi aéreo autônomo, o VoloCity.

Ele pode acomodar duas pessoas e bagagem de mão, fazendo viagens de até 35 quilômetros com uma única carga e atingindo velocidade de até 110 km/h. O mais curioso é que, para chamá-lo, será necessário apenas um smartphone e um aplicativo proprietário da empresa. O táxi aéreo fez sua estreia oficial no Museu Mercedes-Benz em Stuttgart, Alemanha, em 14 de setembro.

“O VoloCity é o nosso Volocopter mais poderoso de todos os tempos. É o resultado de todas as ideias que reunimos em nossos extensos programas de testes nos últimos anos", disse Florian Reuter, CEO da Volocopter, em comunicado.

Imagem: Volocopter

A Volocopter afirma que o veículo é silencioso porque todos os 19 rotores operam em uma "banda estreita de frequência", que soa duas vezes mais alto que um único rotor. Para ter uma ideia, um Volocopter a 75 metros de altura é tão silencioso quanto um helicóptero pequeno a 500 metros. A empresa também afirma que o VoloCopter atende aos requisitos do padrão de certificação SC-VTOL da Agência de Segurança da Aviação da União Europeia.

Imagem: Volocopter

Está nos planos da startup abrir um "VoloPort" em Cingapura até o final deste ano, um país que é sabidamente avesso ao uso de automóveis e que constantemente inova em termos de mobilidade urbana. O VoloPort funcionará de maneira semelhante a um aeroporto, onde os passageiros podem fazer o check-in nos seus voos e passar algum tempo aguardando entrar no local de decolagem e pouso. Também haverá um centro de operações e serviços onde os veículos aéreos serão mantidos.

Fonte: Business InsiderThe Verge

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.