Airbus, o avião do futuro e a "catapulta" que ajudará nas decolagens

Por Redação | 10 de Setembro de 2012 às 11h13

A Airbus já mostrou que está pensando no futuro e criou um protótipo em vídeo de uma máquina que ganharia os ares em 2050. A fabricante europeia de aviões mostra que, na essência, os aviões do futuro não serão muito diferentes dos atuais. O que realmente vai mudar é o design das máquinas, que ganharão turbinas menores e coladas ao corpo da aeronave, bem como leme e asas anguladas, para diminuir o arrasto aerodinâmico.

Os motores do futuro usarão baterias ou combustíveis alternativos. E serão muito mais econômicos e potentes que os atuais. Mais voos, mais autonomia, menos emissões de componentes tóxicos no ar e viagens mais rápidas são as premissas para os chamados "Smarter Skies".

Airbus - Avião do futuro

De acordo com Charles Champion, vice-presidente executivo de engenharia da Airbus (vídeo), ainda será possível aumentar o número de aviões sem causar caos aéreo, já que as aeronaves terão um equipamento que permite voos próximos a outros aviões sem risco de colisões.

O projeto Future by Airbus mostra que os Smarter Skies dependem de cinco conceitos que poderão ser implementados em todos os estágios de uma aeronave, desde a decolagem ao pouso, para garantir a redução de gastos no sistema - menor tempo, menos combustível e redução da emissão de gases nocivos ao ambiente.

As máquinas do futuro terão sistemas de captação de energia gerada pela frenagem do trem de pouso. Tal energia será utilizada para ligar os veículos que estacionam os aviões nos pátios dos aeroportos. Uma curiosidade é a redução das pistas de decolagem e o uso de uma nova máquina capaz de catapultar a aeronave para levantar voo. Confira mais novidades para 2050 no vídeo abaixo:

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.