Profissões de setores da Tecnologia são as que terão maior crescimento até 2023

Por Natalie Rosa | 12 de Agosto de 2019 às 22h30
Reprodução: SENAI

As profissões ligadas à tecnologia estão entre as mais promissoras para os próximos cinco anos, segundo dados do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai). Segundo o estudo Mapa do Trabalho Industrial, estas ocupações devem não só motivar a abertura de novos postos de trabalho, como também exigir a requalificação de parte da mão de obra disponível atualmente.

Ainda segundo as informações do Senai, o Brasil terá que qualificar 10,5 milhões de trabalhadores em ocupações industriais para a adaptação às mudanças tecnológicas e para a automação dos processos de produção, tudo isso até 2023.

A pesquisa mostra ainda que haverá a criação de vagas de trabalho para profissionais, como condutores de processos robotizados, devido à alta demanda. O crescimento deve ser de 22%, enquanto em outras ocupações o aumento médio deve chegar a 8,5% no mesmo período.

As maiores taxas de crescimento devem acontecer também nas profissões de pesquisa de engenharia e tecnologia (17,9%), engenharia de controle e automação, mecatrônica e afins (14,2%), direção de serviços de informática (13,8%) e operação de máquina de usinagem CNC (13,6%).

Imagem: Reprodução/Senai

Entre as áreas que vão demandar formação profissional, segundo o relatório, estão a metalmecânica com 1,6 milhão de vagas, construção, com 1,3 milhão, logística e transporte com 1,2 milhão, alimentícia com 754 mil, informática com 528 mil, eletroeletrônica com 405 mil e energia e telecomunicações com 359 mil.

No topo do ranking por área deverão estar as ocupações transversais, aquelas com profissionais que estão aptos a trabalhar em qualquer segmento, como pesquisa e desenvolvimento, técnico de controle da produção e desenhistas industriais. O Senai estima que, neste setor, 1,7 milhão de vagas devem ser criadas nos próximos cinco anos.

Profissionais com formação técnica terão mais oportunidades na área de logística e transporte, exigindo a capacitação de 495.161 trabalhadores, enquanto a de metalmecânica precisará qualificar 217.703 pessoas.

O estudo Mapa do Trabalho Industrial completo está disponível para consulta online.

Fonte: Portal da Indústria

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.