Por que solução de Business Intelligence em sistema ERP não é recomendável

Por Diego Elias | 03 de Junho de 2014 às 09h02

O Enterprise Resourse Planning (ERP), em português Sistemas Integrados de Gestão Empresarial, é um sistema de informação que integra todos os dados e processos organizacionais em uma única plataforma. Auxilia a automação, integração entre setores/departamentos e armazenamento das informações do negócio.

Muitas empresas veem o sistema ERP como um grande “faz tudo”. Como por exemplo a gestão da carteira de clientes, financeira, recursos humanos, contabilidade, marketing, compra, venda, entre outros assuntos do interesse empresarial. E, de fato, esse sistema possui grandes funcionalidades e permite às empresas integrarem as operações e processos dentro do ambiente corporativo.

Além disso, algumas organizações acrescentam aos ERPs a análise de informações estratégicas. Para isso, incluem “módulos” de Business Intelligence (BI) para suprir a falta de perspectivas gerencias que forneçam subsídios à tomada de decisão.

O problema é que juntar solução de BI em um sistema de ERP pode não ser um bom negócio. Apesar dos dois sistemas terem boa relação (complementar), integrá-los em um mesmo ambiente pode ser muito arriscado.

Uma solução de BI requer uma base que suporte grandes volumes de dados e um alto processamento para o tratamento e carregamento das informações. E é aí que está o perigo: soluções de BI podem sobrecarregar um ambiente que é compartilhado com as transações operacionais do ERP. Diferentemente do BI, a indisponibilidade do ERP é crítico, pois o core business da organização para, impactando as diversas atividades do negócio e causando enormes prejuízos à empresa.

Além do mais, o ERP limita o BI na abrangência das informações, que podem ser derivados de um ERP ou não. Muitas informações de grande valia para a organização, com insights valiosos, podem estar fora das fronteiras do ERP.

A substituição do processo de criação do BI por um “módulo” pronto também inibe, de certa forma, a cultura analítica na empresa, pois é importante a participação dos interessados principalmente nas etapas de levantamento das necessidades da solução. Essa participação muitas vezes desperta o interesse reprimido e permite a visualização da importância e do potencial do sistema de BI.

Apesar disso, o ERP é um grande gerador de informações operacionais que podem ser utilizadas na implementação de uma solução de BI. Esses sistemas geram dados com alto grau de precisão, padronização e valor, sendo utilizados pelo negócio no nível estratégico através das ferramentas analíticas do BI.

Portanto é recomendável separar os sistemas de BI e ERP em ambientes distintos. Na perspectiva do BI, o ERP é um ótimo fornecedor de dados operacionais, pois se trata de um robusto sistema que armazena as informações dos principais processos e atividades empresariais. Ambos possuem grande importância e valor para a gestão dos negócios, ainda mais quando utilizados de forma complementar para o apoio à tomada de decisão.

Siga o Canaltech no Twitter!

Não perca nenhuma novidade do mundo da tecnologia.