Sucesso! Lyft é avaliada em R$ 95 bilhões após estreia na Nasdaq

Por Felipe Ribeiro | 29 de Março de 2019 às 12h48
Tudo sobre

Lyft

Saiba tudo sobre Lyft

Ver mais

A Lyft, principal concorrente da Uber nos Estados Unidos, foi avaliada em US$ 24,3 bilhões (R$ 95 bilhões, na cotação atual) em sua oferta pública inicial (IPO) — a primeira de uma startup de transportes — na quinta-feira (29). O resultado, segundo a empresa, foi acima do esperado, vencendo a desconfiança de parte dos investidores, que criticaram a estrutura acionária e também as estratégias para direção autônoma.

“Em um bom mercado, as pessoas olham para além das coisas. Eles não veem tanto os problemas”, disse Brian Hamilton, cofundador da empresa de dados Sageworks, falando antes dos preços.

Espera-se que a indústria do turismo de passeio cresça rapidamente nos próximos anos, já que, segundo pesquisas, os jovens das grandes cidades já estão optando por não comprar seu próprio carro. No entanto, o setor está repleto de dúvidas sobre o futuro da condução automatizada, o retrocesso regulatório e os desafios legais em relação aos salários e benefícios dos motoristas.

A avaliação da Lyft faz dela a maior empresa a abrir capital desde o Alibaba Group, em 2014. Ela prepara o caminho para outras empresas do Vale do Silício que pretendem ofertar suas ações na Bolsa de Valores, incluindo Pinterest, Slack e Postmates. Esse número, no entanto, deve ser ultrapassado justamente por sua maior rival, a Uber, que fará a oferta pública inicial em abril. A estimativa, nesse caso, é que a empresa seja avaliada em aproximadamente US$ 120 bilhões (R$ 468 bilhões).

A Lyft levantou US$ 2,34 bilhões (R$ 13,2 bilhões) ofertando 32,5 milhões de ações, um pouco mais do que estava oferecendo originalmente, a US$ 72 (R$ 280) cada. A Lyft iniciou o seu road show para investidores no início deste mês, com um intervalo-alvo de US$ 62 (R$ 241) a US$ 68 (R$ 265) por ação.

O estoque está definido para começar a ser negociado na Nasdaq a partir de hoje, sob o símbolo "LYFT".

Fonte: VentureBeat

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.