Discurso de Trump na ONU faz empresas de tecnologia perderem milhões

Por Rafael Rodrigues da Silva | 25 de Setembro de 2019 às 15h17

Ainda que as esperanças de todo o mundo estejam voltadas para a reunião das Nações Unidas sobre as mudanças que cada país deve fazer em suas políticas ambientais, mas a reunião não foi boa para todos. E, principalmente, para o grupo de empresas conhecido como FAANG (Facebook, Amazon Apple, Netflix e Google).

Isso porque essas empresas perderam muito dinheiro após o discurso do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, na conferência da ONU na última terça-feira (24). Neste discurso, Trump falou sobre como as empresas de mídias sociais estão conseguindo um poder imenso, e que um sociedade livre não pode permitir que empresas tenham o poder de silenciar a voz do povo.

Como retrato direto do discurso, o Facebook viu o valor de suas ações caírem em 3%, a Amazon sofreu uma queda de 2,5%, a Google em 1,3%, a Apple em 0,5% e a Netflix perdeu 4,3% de seu valor de mercado, tendo sido a mais afetada das cinco (percentualmente falando). No total, essas perdas somaram um valor de US$ 58 bilhões no valor de mercado dessas empresas. Já o índice da Nasdaq, que é dominado por empresas de tecnologia, fechou a terça-feira com queda de 1,4%.

Essa não é a primeira vez que o governo Trump parece atacar diretamente essas empresas: diversos produtos da Apple estão no fogo cruzado da guerra fiscal entre Estados Unidos e China, e é esperado que em dezembro deste ano os iPhones também entrem na listagem de produtos que precisam pagar 25% a mais de impostos para entrar nos EUA. Além disso, Trump constantemente crítica empresas como o Facebook, Twitter e Google, acusando-as de “censura” e “perseguição” ao pensamento político conservador.

Fonte: 9to5Google

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.