Blogueiro japonês é esfaqueado até a morte por um seguidor com quem tinha rixa

Por Jessica Pinheiro | 27 de Junho de 2018 às 13h48

Kenichiro Okamoto era conhecido por ser um especialista em cibersegurança, além de ser um blogueiro assíduo do segmento conhecido como Hagex. Na noite deste domingo (24), ele havia realizado um seminário na cidade de Fukuoka, e o tema refletia exatamente o seu hobby: criação de conteúdo online. O evento durou cerca de duas horas, e durante o ocorrido, o profissional forneceu diversas dicas sobre como aumentar a movimentação de leitores, e também sobre como lidar com críticas, das infrutíferas às construtivas, e também como enfrentar ameaças e rixas.

Terminado o seminário, Okamoto foi ao banheiro, onde foi esfaqueado até a morte por um assaltante, que ficou foragido por algum tempo. Mais tarde, porém, um homem de 42 anos chamado Hidemitsu Matsumoto se entregou à polícia local, afirmando que havia sido o criminoso responsável pela morte do blogueiro. O motivo para este ato? Rancor. Uma raiva tão grande e tóxica que se consolidou por conta de algumas mensagens trocadas entre Okamoto e Matsumoto, capaz de fazer este último cometer um crime.

Antes de ocorrer a prisão, um usuário anônimo conhecido pela alcunha de Teino Sensei (ou Mr. Idiota) publicou que ele e Matsumoto planejavam se entregar e assumir a responsabilidade pelo crime. Aparentemente, esse usuário assediava Okamoto desde 2016, usando incontáveis pseudônimos diferentes (todos listados em uma postagem pelo blogueiro, de modo a expor o problema). Até o momento, a polícia japonesa ainda não confirmou se Matsumoto e Teino Sensei são a mesma pessoa.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Um post datado em 2 de maio, inclusive, mostra como Okamoto apelou para o serviço de hospedagem de seu blog, o Hatena, para congelar todas as contas de Teino Sensei, não apenas as anteriores, mas todas as posteriores que ele viesse a criar também – algo que realmente aconteceu, com várias novas contas sendo abertas par acessar o blog, a fim de perturbar o proprietário do site. Por sinal, Okamoto afirmou nesta mesma publicação que o assédio online não era um problema para ele, pois já estava acostumado com esse tipo de abordagem. Ainda assim, ele fez um apelo sobre como isso assusta a maioria das pessoas.

O assédio online acontece com frequência, e pode escalar para atos perturbadores, começando muitas vezes com stalking e, mais tarde, tomando a forma de ligações anônimas, invasão a contas e até mesmo ameaças de morte. Muitas vezes isso acontece por conta de conflitos que envolvem opiniões diferentes, as quais se expandem e acabam virando uma violência real, com sérias consequências psicológicas e emocionais.

Fonte: The Verge

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.