COVID-19 | Startup cria mapa interativo com impacto econômico em grandes cidades

Por Redação | 13 de Maio de 2020 às 12h57
SIGA

A SIGA, startup maringaense fundada em 2018 e especializada em Inteligência Geográfica lançou três plataformas que acompanham o avanço da Covid-19 com base em técnicas de Big Data e Business Intelligence. A ideia surgiu logo no início da expansão da doença no Brasil, na metade de março, com o objetivo de abranger o máximo de informações oficiais sobre as adversidades do vírus de uma maneira interativa e de fácil interpretação.

Um dos mapas é voltado unicamente para o impacto econômico da pandemia em cidades com mais de 100 mil habitantes, baseado em pesquisas do Sebrae e referências do IBGE. Ele reúne dados como índice de municípios que tendem a sofrer mais e que possivelmente apresentarão maior dificuldade na recuperação pós-crise; quais setores e atividades são mais impactados pela doença e suas estratégias de contenção; quantas empresas existem em determinado seguimento e outras informações.

A segunda plataforma é responsável pelas informações a respeito da mobilidade das pessoas durante a quarentena, retiradas do Google no período de 3 de janeiro a 6 de fevereiro. Os dados mostram as aglomerações por Estado, principalmente em parques, praias, praças e outros locais públicos onde as pessoas costumam passear. A missão da SIGA é encurtar a distância entre empresas e consumidores. Até o momento, 16% a mais da população paranaense tem permanecido em casa durante a quarentena, em comparação ao período anterior.

Por fim, o último painel, que contém o monitoramento do novo COVID-19, com números das pessoas infectadas e de óbitos pelo vírus, é atualizado todos os dias às 19h30, quando o Ministério da Saúde divulga os dados oficiais no boletim do vírus.

Para acessar os mapas, clique nos links abaixo:

Impacto Econômico

Número de casos

Mobilidade

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.