Windows 10 está instalando web apps do Office sem permissão do usuário

Por Ramon de Souza | 18 de Outubro de 2020 às 12h00
Reprodução/Andrew Mantarro (Unsplash)
Tudo sobre

Microsoft

Saiba tudo sobre Microsoft

Ver mais

Não é novidade alguma que a Microsoft faz tudo o que estiver ao seu alcance para promover seus próprios produtos, com um destaque especial para a suíte de produtividade Office — a companhia até começou a emitir propagandas que tentam lhe convencer a adquirir uma assinatura do pacote de softwares. Desta vez, porém, parece que ela foi longe demais e começou a instalar as versões web app da suíte sem autorização dos usuários.

Um web app, vale lembrar (antes de mais nada), é um aplicativo executado na nuvem, através do navegador, não sendo necessário efetivamente “instalá-lo” no seu computador: tudo o que você pode guardar localmente na máquina é um atalho que te leva para o site onde o programa é acessado online. A suíte Office possui, há tempos, uma versão gratuita web app bem simplificada em comparação com a edição instalada localmente.

Pois bem. Diversos usuários e veículos de mídia internacionais relataram que, ao longo deste fim de semana, membros do programa Insider — que recebem compilações beta do sistema operacional — receberam uma atualização súbita que forçou a reinicialização de seus computadores sem aviso algum. Após ligar a máquina, eles perceberam que atalhos haviam sido criados para o Word, Outlook, PowerPoint e Excel.

Imagem: Reprodução/AndroidHeadlines

O mais bizarro é que, ao que tudo indica, a instalação “sorrateira” dos aplicativos ocorreu como uma atualização solitária — a Microsoft não aproveitou qualquer correção de bugs ou patch de segurança para pelo menos ter a desculpa de adicionar esse bônus. Ademais, embora a maior parte dos relatos seja de membros do programa Insider, também há registros de reclamações de usuários de builds estáveis sofrendo com o problema.

A companhia foi procurada pelo Engadget para comentar o caso, mas não se pronunciou. Vale observar que tal prática, além de incômoda e até mesmo desleal, pode desestimular o usuário a instalar atualizações do sistema operacional — um hábito que já é raro e tem consequências diretas na segurança do internauta, que deixa de obter patches corretivos para vulnerabilidades que possam afetar a proteção de seus dados pessoais.

Fonte: AndroidHeadlines, Engadget

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.