Waze Carpool comemora primeiro aniversário com crescimento de 460%

Por Nathan Vieira | 27 de Agosto de 2019 às 23h20
Tudo sobre

Waze

Saiba tudo sobre Waze

Ver mais

Na segunda-feira (26), o aplicativo de caronas do Waze, intitulado Waze Carpool, comemorou seu primeiro aniversário. E a empresa anunciou um crescimento significativo da plataforma, principalmente nos últimos meses.

Foi em agosto do ano passado que o Waze Carpool estreou por aqui. A ideia, basicamente, era reduzir o trânsito nas grandes cidades, além de favorecer o meio ambiente com a redução da quantidade de carros nas ruas. Durante o lançamento, a empresa aponta que mais de 25 mil entradas foram registradas no aplicativo, tal como 96 mil quilômetros rodados. No primeiro semestre de 2019, o app de caronas registrou um crescimento de 460%.

O aplicativo que está fazendo aniversário funciona da seguinte maneira: qualquer motorista cadastrado no serviço pode oferecer caronas para pessoas que estejam indo aos mesmos lugares, ou lugares que estejam na mesma rota. O usuário encontra o perfil de quem está oferecendo ou procurando carona e tem acesso a informações como nome, gênero, onde trabalha, redes sociais, quantas caronas já deu ou pegou pelo app e a classificação feita pelas avaliações de caronas anteriores. Também há um recurso para filtrar as caronas por gênero ou por empresa, para então selecionar o perfil com o qual se deseja compartilhar o trajeto. As duas partes também podem conversar por meio de um chat inserido no próprio Waze Carpool.

Waze Carpool, o aplicativo de caronas do Waze (Foto: Divulgação)

O motorista e o carona dividem os gastos da viagem (como gasolina e estacionamento), e tudo é calculado e pago direto pelo app. Sendo assim, para até 5 km, a viagem custa R$ 4 reais. Para corridas com até 35 km, o valor é de R$ 10. As viagens mais longas acabam durando cerca de R$ 25.

Douglas Tokuno, head do Waze Carpool para a América Latina, diz que o comportamento é peça chave para que as caronas estejam se tornando mais comuns: "O aplicativo por si só não consegue mudar a mobilidade. Ele precisa de pessoas que estejam aptas a mudar seu dia-a-dia e entender que, ao compartilhar um trajeto que antes, eles faziam sozinhos, eles estão mudando o ecossistema de mobilidade, assim todos saem ganhando", declara. "A comunidade do Waze Carpool é fortíssima e não para de crescer. Nós conectamos mais do que rotas, conectamos pessoas e, a partir dessa conexão, grandes coisas podem acontecer: amizades, oportunidades profissionais, grupos de corrida e muito mais. Esse é o futuro - um pelo outro e todos por um mundo melhor", ele ainda completa.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.