Uber passa a aceitar pagamento em dinheiro em três cidades brasileiras

Por Redação | 07 de Julho de 2016 às 11h59
photo_camera Divulgação

O Uber anunciou uma novidade para facilitar a vida daqueles usuários que não utilizam nenhum tipo de cartão de crédito. A partir da próxima segunda-feira (11), o popular e polêmico aplicativo de transporte passará a aceitar pagamentos em dinheiro em suas corridas. Neste primeiro momento, a novidade estará disponível somente em algumas cidades como forma de teste e vem como uma forma alternativa de pagamento para atrair novos clientes.

E a escolha das cidades que vão inaugurar o novo sistema foi pensada exatamente nisso. Salvador (BA), Recife (PE) e Fortaleza (CE) foram as escolhidas para inaugurarem o novo modo exatamente pelo perfil de seu público. Como o próprio Uber explica, mais de 60% dos usuários da região Nordeste não completam o seu cadastro no aplicativo quando descobrem que o cartão de crédito é a única maneira de pagar a corrida. Sabendo disso, a empresa decidiu testar nessas cidades a nova forma de pagamento.

Embora seja algo novo por aqui, essa não é a primeira vez que a companhia abre uma exceção e passa a aceitar dinheiro vivo pela prestação de seus serviços. Além das três brasileiras, o Uber já passou a aceitar o bom e velho papel-moeda em outras 86 cidades em todo o mundo. Países como Indonésia e Filipinas são apenas alguns exemplos de regiões onde o dinheiro falou mais alto que o cartão de crédito.

Motoristas do Uber

Salvador, Fortaleza e Recife serão as primeiras cidades brasileiras a aceitarem pagamento em dinheiro

Se a nova opção representa mais praticidade para o passageiro, pouca coisa muda para o motorista. Tirando o fato de que ele vai ter de se preocupar com troco — algo que, até então, não era uma dor de cabeça para a categoria —, a sua porcentagem sobre a corrida permanece inalterada. Como o valor continua sendo calculado pelo aplicativo, ele terá de pagar a mesma taxa de 20 a 25% de antes, com a diferença de que esse valor passará a ser cobrado pela empresa a partir de um desconto no seu pagamento semanal. Porém, no fim das contas, pouco muda em seu bolso.

Ainda assim, mesmo com a novidade chegando ao Brasil, o Uber garante que não vai mudar o foco de suas operações e o pagamento via cartão de crédito continua sendo o método preferencial da companhia, sobretudo por oferecer praticidade para o passageiro, que não precisa se preocupar em carregar dinheiro por aí, diminuindo o medo de assaltos e outros problemas do gênero. O que muda é que, quem prefere pagar à moda antiga, não será mais excluído.

Com isso, o Uber se aproxima ainda mais dos táxis, deixando a disputa entre as duas categorias ainda mais acirrada — e deve ser ainda mais motivo de briga no futuro. Em relação às outras regiões do país, a empresa disse não ter previsão de quando o novo modelo de pagamento será liberado.

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.