Para conquistar novos usuários, Snapchat vai disponibilizar stories no Tinder

Para conquistar novos usuários, Snapchat vai disponibilizar stories no Tinder

Por Thaís Augusto | 04 de Abril de 2019 às 17h37
Wired

Usuários do Tinder poderão postar stories em breve. O recurso será disponibilizado por meio de uma parceria entre Snapchat e o aplicativo de namoro. O anúncio foi realizado nesta quinta-feira (4) durante evento do Snapchat em Los Angeles.

Os stories serão compartilhados com o Tinder apenas no modo de visualização. Por isso, os usuários precisarão de uma conta do Snapchat para publicar as fotos que desaparecem depois de 24 horas.

A atualização está prevista para ser liberada durante o verão americano, que começa em junho e vai até setembro. Nesta nova versão do Snapchat, os usuários terão acesso ao botão "My Tinder Story".

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

A integração do stories à aplicativos de terceiros é um movimento do Snapchat para conquistar e fidelizar mais usuários. Desde que o Instagram adaptou o mesmo recurso em sua plataforma, o Snapchat reduziu em 88% o crescimento de seu aplicativo. Dois anos depois, a empresa ainda enfrenta dificuldades para crescer e suas ações não são negociadas a nem um terço do que foram no auge.

Além do Tinder, o Snapchat também disponibilizará o stories nos aplicativos Houseparty, de vídeochamadas, e Adventure Aide, para programar passeios ao ar livre. As duas plataformas esperam que os usuários possam utilizar os stories para se conectarem melhor uns com os outros.

Executivos do Snapchat disseram ao site Engadget que a esperança é que, ao ver stories no perfil de outras pessoas, usuários do Tinder, Houseparty ou Adventure Aide comecem a usar o Snapchat com mais frequência.

A integração com o Houseparty e o Adventure Aide também será lançada ao longo de 2019.

Ainda não está claro como os stories aparecerão nos aplicativos citados. A interface ainda está em fase de desenvolvimento. O Snapchat adiantou que os stories não carregarão anúncios – pelo menos em um primeiro momento.

Bitmoji e Netflix

Os usuários que têm um smartwatch da marca Fitbit poderão customizar seu mostrador com os avatares Bitmoji, do Snapchat.

É a primeira vez que os avatares digitais da empresa estarão disponíveis em aparelhos vestíveis. O Bitmoji vai mudar ao longo do dia, dependendo do nível de atividade do usuário e outros sinais ambientais, disse o Snapchat.

Mais tarde, uma parceria com a empresa de pagamentos Venmo vai permitir que os usuários comentem ações dentro do aplicativo com adesivos Bitmoji.

O Snapchat também anunciou que usuários do iOS poderão compartilhar o que estão assistindo na Netflix nos stories ou em mensagens diretas. É algo parecido com as músicas do Spotify compartilhadas no Instagram.

Isso não significa que será possível postar trechos de episódios, mas os usuários poderão compartilhar uma arte personalizada. Já o Anchor permitirá que usuários adicionem adesivos sobre um podcast que acabaram de ouvir, e o GoFundMe disponibilizará um adesivo para permitir o compartilhamento de campanhas que precisam arrecadar recursos financeiros.

O Snapchat disse que está tentando encontrar mais maneiras de gerar receita também. É por isso que, nos próximos meses, planeja introduzir o Snap Audience Network, que dará a desenvolvedores de terceiros a oportunidade de monetizar seus aplicativos usando o formato de anúncio de vídeo vertical de seis segundos do Snapchat. O recurso só estará disponível para os desenvolvedores nos EUA no lançamento.

A empresa também ressaltou que um de seus principais objetivos é manter segura a privacidade de seus usuários. Executivos afirmaram que, ao contrário do Facebook, a privacidade está no centro de seus produtos desde o início, e isso não está prestes a mudar com o lançamento de sua Audience Network.

Serão compartilhados com anunciantes apenas o nome de usuário do Snapchat e, se o usuário permitir, os dados do Bitmoji.

Fonte: Engadget e The Verge

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.