Musical.ly será atualizado e unificado com o app irmão TikTok

Por Wagner Wakka | 02 de Agosto de 2018 às 15h57
Divulgação

O Musical.ly agora é TikTok. Em comunicado, a empresa informou que a junção se trata de um “upgrade” para a plataforma com a unificação dos dois programas, os quais já trabalhavam com a mesma base de dados desde março. Dessa forma, todos os usuários atuais do Musical.ly, automaticamente, farão parte do novo programa. De acordo com a empresa, a plataforma vai contar com novo logotipo e interface, bem como recursos inéditos para a criação de vídeos, juntando ferramentas dos dois apps.

Criado em 2014, o Musical.ly chegou com a proposta de permitir aos usuários publicar pequenos vídeos de suas transmissões de lip sync. Similar ao playback, são produções em que as pessoas mexem a boca sincronizando os lábios com a música de fundo, em uma brincadeira performática.

"O musical.ly atingiu recentemente um novo marco de 100 milhões de usuários ativos mensais e estamos animados para entrar em um novo capítulo”, conta Alex Zhu, co-fundador do musical.ly e vice-presidente sênior do TikTok.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Com o tempo e o sucesso entre os jovens, começaram a aparecer outros programas com propostas parecidas com o Snapchat e o Stories do Instagram. O resultado é que o Musical.ly tentou se abrir para fora do âmbito musical e, sem sucesso, caiu no ostracismo.

“Combinar musical.ly com TikTok é um passo natural em direção a nossa grande missão compartilhada de permitir que todos possam ser um criador”, explica Zhu.

Em novembro do ano passado, a Musical.ly foi comprada pela Bytedance, detentora do TikTok, em um acordo de US$ 1 bilhão, segundo reportagens. Segundo comunicado, atualmente, o Brasil ocupa uma das cinco posições dos países que mais consomem o Musical.ly.

TikTok

O Tiktok atualmente conta com mais de 500 milhões de usuários em todo o mundo, grande parte composta por chineses. A Bytedance informou ainda que vai atualizar o app para transformá-lo em uma mistura atual com novas ferramentas oriundas do Musical.ly. Algumas delas, já anunciadas, são o feed de conteúdos em destaque e recomendações personalizadas.

Com uma base de fãs maior e uma competição interna com um outro app da casa, a decisão mais acertada foi juntar os dois programas com a marca TikTok. Sob o guarda-chuva da Bytedance, o TikTok também se tornou mais conhecido na China, o que a empresa acredita que pode ser uma boa abertura para criadores entraram no país.

Apesar de ser parte da Bytedance, a TikTok tem sede em Los Angeles e escritórios por outras partes do mundo.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.