Motorista da Uber é preso após estuprar passageira de 17 anos

Por Rui Maciel | 31 de Dezembro de 2019 às 12h45
uber
Tudo sobre

Uber

Saiba tudo sobre Uber

Ver mais

O motorista José Marcos Horacio Lopes, de 26 anos, foi preso após estuprar uma adolescente de 17 anos, na cidade de Maceió, em Alagoas. O crime ocorreu no último sábado (26) após a vítima solicitar uma corrida pelo Uber, aplicativo pelo qual o criminoso prestava serviços.

Lopes foi preso pelo Deic (Divisão de Investigação e Capturas da Polícia Civil) horas depois da ocorrência e confessou o crime. Segundo a polícia, a vítima deixara uma festa e solicitou uma corrida pelo Uber para voltar para a casa. Durante o percurso, entre o bairro de Pescaria, no litoral norte de Maceió e o Farol, na parte alta da cidade. Durante o percurso, mais precisamente no bairro de Jacarecica, o motorista pediu que ela sentasse no banco do carona do veículo, um Ford Ka branco, e, na sequência, passou a constrangê-la, “elogiando seus atributos físicos”. Na sequência, o homem passou a acariciá-la e, seguida, estuprou a adolescente.

De acordo com o delegado Fabio Costa, titular do Deic, o crime ocorreu por volta da 1h da manhã do sábado. A vítima conseguiu deixar o carro e, ao chegar em casa, relatou o crime aos pais, que chamaram a polícia. Ela já recebeu tratamento no Hospital da Mulher, na capital alagoana, sendo submetida a tratamento com medicamentos antirretrovirais e não corre risco de vida.

O motorista foi preso dirigindo o mesmo Ford Ka branco - que pertence ao seu irmão - também no sábado, mais precisamente às 14hs. Ele não ofereceu resistência. Na delegacia, após confessar o crime, teve a prisão em flagrante convertida em preventiva pelo juiz plantonista George Leão de Omena. Ele está preso em uma unidade do sistema prisional de Alagoas, à disposição da Justiça e, caso condenado, pode pegar uma pena de 15 anos de detenção por estupro de vulnerável.

Contatado, o Uber, em nota “lamenta o crime terrível que foi cometido” e afirma que está à disposição das autoridades para ajudar nas investigações. Além disso, a empresa afirmou que desativou a conta do motorista tão logo soube do ocorrido.

Fonte: UOL / Universa  

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.