iFood compra a startup mineira Hekima para melhorar IA da plataforma

Por Claudio Yuge | 24 de Janeiro de 2020 às 09h31
Tudo sobre

iFood

Saiba tudo sobre iFood

Ver mais

O iFood que aprimorar sua inteligência artificial (IA) para melhorar a personalização da experiência do usuário na plataforma. Para isso, a companhia comprou a startup mineira Hekima, especializada no setor desde 2016 e que já atuou junto a grande grupos como a Ambev, Gerdau e Netshoes. Os valores do negócio não foram revelados.

Com isso, o iFood quer reforçar seu time de algoritmos de IA e a Hekima deve funcionar como uma agência interna, desenvolvendo aplicações inteligentes. Segundo Bruno Henriques, vice-presidente de inovação da empresa, o mercado brasileiro não tem especialistas de IA suficientes: “Estamos trazendo pessoas que são realmente do ramo, da academia, com experiência na área. Aqui no Brasil se estima que tenha menos de 600 pessoas com essa formação”.

O executivo adianta que o iFood deve personalizar ainda mais as preferências do usuário, incluindo restrições alimentares de cada um, em um prazo entre 12 e 18 meses. “Para isso, precisamos conhecer o cliente no detalhe. No futuro, vai ser tão prático e a logística tão boa que vão questionar se vale a pena ter cozinha em casa”, aposta Henriques.

Fonte: StatSe

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.