Estes 5 navegadores para Android podem melhorar o seu uso da web

Por Rubens Eishima | 01 de Março de 2020 às 09h30

Sabe aquele celular ou tablet antigo que se engasga ao abrir mais de uma página da internet? Pois é, antes de jogá-lo fora experimente testar um navegador alternativo. Quem sabe um simples app não dê uma sobrevida no seu aparelho?

Considerando o consumo de memória do Google Chrome, não é de se estranhar que a Play Store esteja repleta de opções de navegadores, muitos deles prometendo mais agilidade no uso, mais opções de privacidade e até recursos especiais para economizar no seu pacote de dados. Confira cinco deles a seguir.

Opera Mini

Opera Mini foi um dos apps pioneiros para celulares modestos (crédito: Opera)

Um dos nomes mais populares quando se trata de navegador leve para o celular ou tablet, o Opera Mini foi um dos primeiros navegadores famosos a criar uma versão específica para aparelhos com pouca memória.

Ele foi criado para quem não tem um aparelho recente ou uma conexão de primeiro mundo. Um dos seus principais recursos é a opção para compactar as páginas e imagens, economizando alguns megabytes do seu plano de celular.

O Opera Mini inclui todos os recursos tradicionais de um navegador, incluindo favoritos, bloqueador de anúncios, downloads em segundo plano, modo de navegação privada e até um sistema de compartilhamento de arquivos que funciona sem conexão à internet.

Firefox Lite

A Mozilla seguiu os passos do Opera e também lançou sua versão leve para Android (crédito: Mozilla)

Depois do sucesso do Opera Mini, a Mozilla não quis ficar para trás e lançou o Firefox Lite, o principal chamariz do navegador é o tamanho reduzido em comparação com o app tradicional – 8 MB, contra mais de 50 MB do Firefox “normal”.

A redução de tamanho não significa uma perda de recursos, especialmente quando se trata de privacidade – foco da Mozilla nos últimos anos. O Firefox Lite inclui bloqueador de rastreamento, modo privado e até inclui joguinhos para passar o tempo.

Para quem não tem um sinal dos melhores, o Firefox Lite permite salvar a página para ler mais tarde, ou então não carregar imagens para acelerar a abertura das páginas (e economizar dados do plano de dados).

O app no momento está disponível apenas na Play Store de alguns países do sudeste asiático, mas pode ser baixado na página do GitHub da Mozilla Ásia.

Outra alternativa leve da Mozilla é o Firefox Focus, mas o app é mais voltado para privacidade e não é tão prático de usar no dia-a-dia.

Lightning

Simplicidade do navegador lembra o Android de cinco anos atrás (crédito: Lightning)

O Lightning se apresenta como um navegador rápido e simples. Ao invés de reinventar a roda, ele usa o sistema de renderização de páginas nativo do Android, atualizado pela Play Store. O resultado é aproveitar um recurso já instalado para não ocupar mais memória ou armazenamento, além de receber as atualizações de segurança e compatibilidade direto do Google.

Um dos destaques do Lightning é o visual espartano, que libera a tela para o que importa. As opções de navegação e favoritos são acessadas deslizando o dedo nas laterais da tela. Quem é mais saudosista vai se lembrar do navegador padrão do Android antes da chegada do Chrome.

Não se deixe enganar pelo design do Lightning, ele inclui todos os principais recursos como bloqueador de anúncios, modo noturno e modo privado, tudo isso em menos de 4 megabytes.

Edge

Edge oferece sincronização de dados com PC/mac e iOS (crédito: Microsoft)

Uma opção não tão leve quanto as anteriores, o Edge é uma opção interessante para quem gosta ou precisa sincronizar seu histórico, favoritos e senhas com o desktop. Mais leve que o Chrome tanto no Android quanto no PC, o Edge pode ser sincronizado com sua conta da Microsoft (aquela mesma do MSN ou do Xbox) no Windows e macOS.

O Edge utiliza o mesmo sistema para exibição das páginas que o Chrome, o que garante a mesma compatibilidade com as páginas da web, além disso, ele oferece os recursos tradicionais como navegação privada, prevenção de rastreamento e bloqueador de anúncios.

O visual do app remaneja algumas opções, o que facilita um pouco o uso em aparelhos com telas grandes, além disso, o Edge possui um curioso programa de recompensas para quem estiver disposto a abrir mão da busca do Google pelo Bing.

DuckDuckGo

Preocupação com privacidade é o destaque do DuckDuckGo (crédito: DuckDuckGo)

Opção mais pesada que as versões Mini ou Lite do Opera, ou Firefox, o DuckDuckGo se destaca pela obsessão com privacidade. Assim como a página do buscador, o navegador do pato procura usar conexões criptografadas sempre que possível, promete despistar rastreadores de navegação, oferece selos que atestam o grau de privacidade da página aberta e muito mais.

O DDG inclui ainda modo noturno, botão para limpeza instantânea das abas e histórico de navegação, uma política de não rastrear seus dados de navegação e uso do buscador DuckDuckGo por padrão, tudo isso em menos de 10 megabytes.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.