Clubhouse | Não é mais preciso de convite para usar a plataforma de áudio

Clubhouse | Não é mais preciso de convite para usar a plataforma de áudio

Por Alveni Lisboa | Editado por Douglas Ciriaco | 21 de Julho de 2021 às 16h55
unsplash / William Krause

Após um início estrondoso no final do ano passado, o Clubhouse deu uma decaída ao longo de 2021. Em razão disso, os desenvolvedores correram para levar o app para o Android (antes ele era exclusivo do iOS) e anunciaram um programa de monetização. Mesmo assim, o sistema exigia um convite para novos interessados, o que freava a chegada de pessoas.

Agora, a rede social de áudios finalmente resolveu abolir esse limitador. Os cofundadores da plataforma Paul Davison e Rohan Seth anunciaram que o app vai liberar a entrada de todos. Conforme a dupla, o sistema de convites era usado para evitar sobrecarga nos servidores e, assim, permitir a entrega um serviço de qualidade.

Após 16 meses, o Clubhouse finalmente acabará com a lista de espera e os convites (Imagem: Reprodução/Clubhouse)

O app possui atualmente cerca de 10 milhões de pessoas na lista de espera, segundo informações do site The Verge, que serão adicionadas com o passar do tempo para evitar falhas. Novos usuários, contudo, terão prioridade e já podem adentrar na plataforma sem a necessidade do desejado convite.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Para celebrar a ocasião, o Clubhouse exibiu um novo logotipo e um ícone reformulado do app, que agora deve ter a cara de Justin “Meezy” Williams, empresário do rapper 21 Savage.

Essa será a nova imagem do ícone do Clubhouse (Imagem: Reprodução/Clubhouse)

O anúncio chega pouco tempo após a plataforma lançar oficialmente o Backchannel, um sistema de envio de mensagens diretas por texto. Até então, só era possível trocar ideias por áudio, mas isso inviabilizava o uso completo da plataforma.

Fim já era planejado

Essa ideia de extinguir os convites já era algo prometido há alguns meses pelo aplicativo. No fim do mês passado, por exemplo, uma onda inicial de pessoas foi autorizada a entrar no app sem indicação de outros membros. Um pouco antes, no início de junho, Paul Davison havia prometido o fim da exigência até agosto, como forma de aproveitar o bom momento da chegada no Android.

Resta saber se essa abertura foi tardia, afinal vário concorrentes do Clubhouse já lançaram suas próprias soluções voltadas para as conversas em áudio. O Twitter Spaces e as salas do Facebook são exemplos desse movimento de luta pela audiência, assim como o Greenroom, do Spotify.

Fonte: Clubhouse  

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.