Apps para colorir imagens de pixel art são a nova febre da App Store

Por Redação | 22 de Dezembro de 2017 às 18h25

Lá no início dos anos 1990, muita gente se divertia personalizando ou criando novos ícones pixelizados para o seu Windows 3.11. O tempo passou, a Internet se popularizou, e essa prática acabou perdendo a popularidade. Mas, agora, o mundo dos apps para smartphones está fazendo com que criar pixel arts tenha voltado a ser algo legal — e esses aplicativos são a nova febre da App Store.

São vários apps que oferecem a mesma coisa, com destaque para o Sandbox Coloring, Pixel Art, Unicorn e Color By Number. Esses apps, que constam no Top 10 da loja de aplicativos da Maçã, oferecem cadernos com uma variedade de desenhos, com pixels contendo números para guiar a colorização do usuário.

O público-alvo preferido desses apps são as crianças, mas tem muito marmanjo achando legal gastar o tempo livre colorindo artes pixelizadas no iPhone como uma atividade terapêutica mesmo. E os pais não precisam se preocupar quanto às imagens disponíveis para se colorir, pois, diferentemente daqueles apps do tipo “livro de colorir para adultos”, esses que mencionamos não contêm imagens impróprias para menores de idade.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Segundo o Sensor Tower, esses quatro apps, juntos, já somam mais de 12 milhões de downloads desde o início de novembro — para se ter noção da dimensão que a coisa está tomando. Além das versões gratuitas, o usuário pode escolher assinar planos semanais, mensais e anuais para ter acesso a todo o catálogo de desenhos, que são atualizados conforme as pixel arts são finalizadas.

Se você já está enjoado dos joguinhos que tem instalados em seu celular e deseja ficar viciado em um novo tipo de app, ou se seus filhos têm aquela veia artística pulsante e saem rabiscando tudo o que veem pela frente, os apps para colorir pixel art são uma boa dica para este fim de ano — até que a febre passe e uma nova mania surja na App Store.

Fonte: TechCrunch

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.