WhatsApp irá permitir chamadas VoIP e gravação das ligações

Por Redação | 13 de Outubro de 2014 às 12h03

A nova versão do WhatsApp traz uma novidade que há algum tempo já era aguardada para o aplicativo: chamadas telefônicas VoIP. Mas além de fazer as chamadas, o aplicativo irá permitir que elas sejam gravadas. As informações são do site GeekTime.

O recurso VoIP já está disponível para aplicativos como Viber, Skype, Tango, Google Hangouts e Facebook, que permitem ao usuário fazer uma ligação utilizando conexão banda larga. O que chama a atenção na novidade apresentada pelo WhatsApp, no entanto, não é apenas o VoIP, mas a opção de gravação das chamadas, que é feita por aplicativos como Skype e Google Voice.

Entre as questões que envolvem a gravação das chamadas estão os desafios jurídicos que surgem. Nos Estados Unidos, por exemplo, é ilegal a gravação de uma conversa telefônica sem o conhecimento e consentimento de, pelo menos, uma das partes. Com isso, é possível, segundo a lei federal, que numa ligação uma das partes grave a conversa sem que a outra seja informada sobre tal. Em alguns estados a legislação exige que todos em uma conversa saibam que ela está sendo gravada e, em alguns casos, a lei estadual pode substituir a federal.

No Brasil, para que uma conversa seja gravada sem o conhecimento de ambas as partes, é necessária uma ordem judicial. Caso não haja uma determinação da justiça, a conversa só pode ser gravada se todos os envolvidos souberem da gravação.

Em muitos países, no entanto, a gravação de ligação sem conhecimento é legal e ainda pode ser usada juridicamente, como é o caso de Israel. No país, caso uma pessoa esteja negociando com um fornecedor, por exemplo, e concorde com a afirmação “você me deve US$ 10.000”, isso poderá ser usado contra ela no tribunal.

Com o recurso do WhatsApp, a gravação das conversas ficará mais fácil. Podemos imaginar o que pode acontecer se todos começarem a gravar ligações apenas para se divertirem, ou converter essas ligações em texto, tornando-os juridicamente aceitáveis como um documento escrito. O que aconteceria se essas conversas fossem amplamente divulgadas na internet?

Imagine, por exemplo, uma briga entre um casal por telefone e como isso poderia servir de prova em um processo de divórcio. Com tais recursos disponíveis facilmente em grande escala e dependendo da legislação do país, é possível que quase qualquer coisa dita em ambientes aparentemente seguros e pessoais seja usada contra você caso seja gravada por um terceiro, diminuindo cada vez mais a privacidade.

Fonte: http://www.geektime.com/2014/10/12/exclusive-whatsapp-to-pioneer-voip-call-recording/

Canaltech no Facebook

Mais de 370K likes. Curta nossa página você!