Android | Google nega que tenha alterado critérios para revisão de aplicativos

Por Felipe Ribeiro | 26 de Agosto de 2019 às 07h40

O Google teria lançado um processo de revisão mais aprofundado para os apps de todos os desenvolvedores com a ideia de manter a loja mais segura de aplicativos de spam, malware e falsos. Essa mudança foi relatada por alguns sites e blogs ao redor do mundo com base em uma denúncia de um desenvolvedor veterano da plataforma, que teve seu aplicativo por muito tempo dentro de uma triagem.

O Google, no entanto, diz que essas notícias são inconsistentes. Em comunicado enviado ao TechCrunch, a empresa disse que está levando mais tempo para analisar aplicativos apenas de desenvolvedores novos e não estabelecidos na Play Store, como foi o caso desse.

Meia-verdade

A publicação Choice of Games detectou, com a ajuda de um desenvolvedor, que novos aplicativos, independente de quem fossem, passariam por, pelo menos, três dias para revisão, e isso agora incluía desenvolvedores existentes. Isso causou muita confusão, já que empresa que passou as informações para o blog é bem estabelecida, estando na Play Store desde 2010 e estaria isenta da política de análises do Google.

O desenvolvedor em questão entrou em contato com o suporte ao desenvolvedor da Google Play Store e, de acordo com a transcrição do bate-papo, que foi publicada, a pessoa do suporte o alertou sobre a nova política anunciada pelo Google em abril, que detalhava o aumento do tempo de revisão para os novatos na Play Store. Ela não parecia entender que estava conversando com um desenvolvedor que publicou na Google Play por quase uma década.

O que mudou, de fato?

"Em breve, levaremos mais tempo (dias, não semanas) para analisar aplicativos de desenvolvedores que ainda não possuem um histórico conosco. Isso nos permitirá fazer verificações mais completas antes de aprovar os apps que serão lançados na loja e nos ajudará a tomar ainda menos decisões imprecisas nas contas de desenvolvedores”, disse o porta-voz do Google, em comunicado em abril.

O Google começou a notificar os desenvolvedores diretamente no Play Console que novos aplicativos de desenvolvedores sem histórico levarão mais alguns dias para serem analisados em junho. A empresa diz que, desde essa alteração, já houve um aumento significativo no número de aplicativos prejudiciais bloqueados na loja antes mesmo de serem publicados.

Ao contrário da Apple, que emprega uma grande equipe para revisar cuidadosamente os envios de aplicativos e fazer checagem duras com apps controversos, o Google confiou mais na automação ao longo dos anos. A empresa divulgou, no passado, como usa o software para analisar programas que possam conter vírus, malware, outros conteúdos e violações de direitos autorais.

Oficialmente, o processo atualizado de revisão de aplicativos do Google, anunciado pela primeira vez em abril, não mudou. E não está claro o que ocorreu com este desenvolvedor veterano; se foi uma falha pontual ou o Google está, de fato, analisando com mais tempo todos os novos aplicativos.

Fonte: TechCrunch

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.