Análise | Logitech G PRO X é o teclado ideal para quem quer apenas jogar

Por Felipe Ribeiro | 28 de Junho de 2020 às 14h15
Felipe Ribeiro/ Canaltech
Tudo sobre

Logitech

Saiba tudo sobre Logitech

Ver mais

Periféricos gamers são, por via de regra, produtos almejados pelos jogadores para tornar a jogatina mais confortável, competitiva e, por que não, mais atraente, por assim dizer. O design, os retoques e todas aquelas cores chamam a atenção dos clientes, que sempre estão de olho no que esses dispositivos são capazes de fazer.

Quando vamos para os teclados, a coisa fica ainda mais interessante, pois são esses produtos que, em um setup, acabam chamando mais a atenção. Mais do que isso, em conjunto com o mouse, o teclado é onde os jogadores passam mais tempo com as mãos. Geralmente, são dispositivos grandes e pesados, o que por vezes acaba tornando a tarefa de encontrar um modelo ideal ainda mais complicada.

Lançado em 2020, o Logitech G Pro X é um teclado que foi pensado com um único propósito: jogar. Com um design Tenkeyless, ou seja, sem as teclas numéricas da direita, ele se torna uma opção para lá de vantajosa, principalmente para setups com pouco espaço.

Seus switches mecânicos são os novíssimos GX Blue Clicky, e são eles que acabam brilhando mais (com o perdão do trocadilho), pois proporcionam uma jogabilidade muito precise e veloz quando necessário.

Robusto e discreto

Algo que impressiona no Logitech G Pro X é sua robustez. Mesmo não sendo muito pesado (são cerca de 1,3kg), ele passa uma sensação de durabilidade como poucos modelos no mercado brasileiro. Em seu uso normal, mesmo quando precisamos apertar quaisquer teclas repetidamente, em momento algum o produto pareceu frágil, o que trouxe ainda mais segurança para a jogatina.

Imagem: Felipe Ribeiro/Canaltech

E por falar em teclas, o Logitech G Pro X conta com os novos switches mecânicos da marca, o GX Blue Clicky. Durante o uso, percebe-se o esmero da empresa com esse recurso, já que é uma delícia pressionar esses switches, além de ouvir o barulhinho característico. Para jogadores mais veteranos e que fazem questão de um teclado mecânico, o desempenho mostrado por esse modelo da Logitech é digno de elogios.

Porém, algo que pode incomodar, sobretudo pessoas com braços e mãos grandes, é que o teclado é bem compacto. Ou seja, você deve posicioná-lo de modo que seu punho não fique desconfortável depois de tantas horas jogando. Por ser pensado para profissionais, o G Pro X não vem com as teclas numéricas, e sua base é mínima – para não dizer inexistente.

Imagem: Felipe Ribeiro/ Canaltech

Sendo assim, por mais compacto e robusto que ele seja, seu tamanho menor pode ser um incômodo para algumas pessoas. De fato, ele não é para todos.

Pensado nos detalhes

Algo que também agradou no G Pro X e que escancara seu foco nos jogadores profissionais é o botão “Modo de Jogo”. Com ele, podemos selecionar quais teclas não funcionarão enquanto estamos jogando. Por meio do software GHub, selecionamos os botões e, quando ativamos o modo por meio de um outro botão, localizado na parte superior do teclado, podemos jogar sem medo de esbarrar em determinadas teclas.

Imagem: Felipe Ribeiro/Canaltech

Esse nível de personalização também pode ser visto para as demais funções do teclado, e aqui vai outro destaque: o aplicativo GHub. Geralmente, todos os periféricos gamers trazem consigo uma plataforma para personalizações e demais configurações e com o G Pro X não é diferente.

O que muda aqui é que a interface do GHub é muito amigável e clara, proporcionando uma facilidade imensa para personalizarmos as cores da retroiluminação RGB, macros, funções de teclas, atalhos, ações, entre outras coisas. Além disso, é possível criar perfis dentro do programa e já deixar tudo predefinido, bem como sincronizar os efeitos com outros periféricos da marca que também são compatíveis.

Não é bom para o trabalho

A menos que você resida nos Estados Unidos ou demais países que utilizam o padrão americano, não é uma tarefa simples trabalhar com o G Pro X. E aqui vai uma crítica: pelo preço que ele custa, bem que a Logitech poderia ter pensado em deixá-lo no padrão ABNT, assim como fez com seu irmão de linha, o G512 Brown GX ABNT2.

Imagem: Felipe Ribeiro/ Canaltech

Tudo bem que é possível se acostumar com a nova padronização e o teclado tem como objetivo escancarado atingir um público profissional, mas posicionar um produto, ainda mais no Brasil, exige criatividade e só faria bem à Logitech adaptar este modelo para o nosso padrão de teclas.

Em termos de experiência, não muda quase nada. Mas fica o adendo.

Ficha Técnica Logitech G Pro X

Requisitos do sistema

  • Porta USB
  • Windows 7 ou posterior, mac OS 10.11 ou posterior
  • Acesso à Internet para download de software (Opcional)

Conteúdo da embalagem

  • Teclado PRO X com switches GX Blue Clicky
  • Cabo de dados
  • Extrator de teclas e switches
  • Documentação do usuário
  • Garantia de 2 anos do fabricante

Dimensões do teclado

  • Comprimento: 153 mm
  • Largura: 360,5 mm
  • Altura: 34,3 mm
  • Comprimento do cabo: 1.8 m

Recursos

  • Teclas mecânicas com switches GX Blue Clicky
  • Compacto, durável, ultra-portátil, e com design tenkeyless
  • Iluminação RGB LIGHTSYNC com memória integrada para gravar o padrão de iluminação para torneios
  • Cabo micro USB removível para fácil transporte
  • Três níveis de altura para maior conforto

Especificações do teclado

  • Inspirado no design tenkeyless profissional.
  • Switches mecânicos GX Blue Clicky.
  • Iluminação RGB LIGHTSYNC.
  • Perfil integrado para armazenamento de iluminação
  • 12 teclas FN programáveis.
  • Taxa de transmissão de 1 ms

Veredicto

Jogar com o Logitech G Pro X é tarefa fácil. O teclado é robusto, resistente, confortável, possui switches velozes e duráveis e cabe em praticamente qualquer setup. O preço, um pouco salgado, pode afastar jogadores casuais ou aqueles que gostam de ter apenas um teclado para jogar e trabalhar.

Mesmo sendo “rústico”, tem uma infinidade de opções de personalização para a retroiluminação e mapeamento dos botões e funções. O modo de jogo, aliás, é uma feature importantíssima e de extrema utilidade, principalmente quando pensamos em um usuário competitivo.

Se sua ideia é apenas ter um produto para a jogatina, o Logitech G Pro X é o ideal.

O Logitech G Pro X pode ser encontrado pelo preço sugerido de R$ 649,90.

A análise do Logitech G Pro X foi feita com um exemplar gentilmente cedido pela Logitech ao Canaltech.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.