Windows 7 atinge 60% de mercado a 1 mês do lançamento do Windows 10

Por Redação | 02.07.2015 às 12:34
photo_camera Divulgação

A próxima versão do Windows será lançada no dia 29 de julho, o que deve alterar profundamente o modelo de negócios da Microsoft e a experiência do usuário em relação à integração entre desktops e dispositivos móveis. Mas, até lá, quem reina no mercado é o veterano Windows 7, que, segundo um estudo da Net Applications, atingiu a marca de 60% de participação de mercado no mês de junho. Do final de maio ao final do mês passado, a versão cresceu 3,22 pontos percentuais, ficando com exatos 60,98%.

Do outro lado temos o Windows 8, que, juntamente com o Windows 8.1, tem encontrado forte resistência na adoção por parte dos usuários, tendo, inclusive, caído de 16,45% para 16,02%.

O Windows XP ainda é bastante popular, tendo ficado com 11,98%, mesmo com queda de 2,62 pontos percentuais. A redução na participação de mercado do sistema aliada ao crescimento do Windows 7 mostra que o movimento de migração do antigo SO para o já nem tão recente continua ocorrendo.

Participação de mercado Windows

O Windows 7 ultrapassou o Windows XP em setembro de 2012 e desde então tem crescido gradualmente. Em maio de 2014 rompeu a barreira dos 50% e, agora, pouco mais de 1 ano depois, atingiu 60%. A tendência é que a versão continue sendo a dominante no mercado por um bom tempo, mesmo com o lançamento do Windows 10.

O Windows Vista continua sendo a ovelha negra odiada da família, com 1,62%, apenas 1 ponto percentual a frente do Linux. O sistema da Apple para desktops teve um pequeno crescimento de 0,19 pontos, chegando a 7,54% do mercado.

A Microsoft tem trabalhado duro para corrigir as falhas do Windows 8, como a falta de um menu iniciar e a interface voltada para dispositivos com tela sensível ao toque que desagradou a grande maioria. Falta saber qual será a reação do público às novidades do Windows 10, cujo lançamento oficial ocorre no dia 29 de julho.

A pesquisa da Net Applications foi feita a partir da coleta de informações de mais de 40 mil sites na internet. Ao todo, 160 milhões de visitantes tiveram seus dados de navegação, como sistema operacional e dispositivo de acesso, monitorados para a montagem da pesquisa.

Com informações do VentureBeat