Windows 10: Microsoft se prepara para bater recorde de tráfego

Por Redação | 29 de Julho de 2015 às 13h25

O lançamento do Windows 10 deve presentear a Microsoft com mais um recorde. O analista da Frost & Sullivan, Dan Rayburn, acredita que a nova versão do sistema operacional vai provocar o maior volume de tráfego na internet já registrado somente nesta semana.

"A menos que não haja apelo e as pessoas não atualizem o sistema operacional tão rápido quanto o esperado, o software vai criar sérios problemas em termos de experiência de usuários. Espere downloads lentos por dias, não horas. A qualidade pode deteriorar-se muito rapidamente e permanecer ruim por um longo tempo", afirma o analista.

O Windows 10 chegou a diversos países nesta quarta-feira (29) e a Microsoft pretende oferecer dispositivos para as versões 7 e 8.1 com o sistema operacional pré-carregado. Assim, quando a máquina estiver pronta para a instalação, o usuário recebe um aviso. Esta medida pode aliviar um pouco do congestionamento, mas Rayburn ainda espera outros problemas: "O volume total é tão alto que impactará na oferta, sendo impossível simplesmente dobrar a capacidade da rede", diz.

O analista também diz que a Microsoft reservou cerca de 40 Tbps de capacidade para múltiplas entregas de conteúdo pela rede com ajuda de serviços de empresas como Akamai, EdgeCast, Level 3 e Limelight Networks.

James DeMent, diretor de serviços da Akamai, compara a tática da Microsoft com a que foi feita pela Apple em setembro do ano passado para o lançamento do iOS 8. "Foi um dos eventos de maior escala. O Windows 10, com o número de dispositivos elegíveis, e possível demanda, tem o mesmo tipo de apelo", afirma.

Para que a qualidade se mantenha decente, os ISPs adotarão uma taxa limite para o download do Windows 10, ou seja, mesmo que algum usuário possua 40Gb de conexão, ele pode não atingir essa velocidade durante a atualização.

DeMent ainda comenta sobre a possibilidade de "derrubar a rede", afirmando que pode sim acontecer nestes casos de entrega escalonada e pré-carregamento. Quando questionado sobre a velocidade da internet, ele diz que ninguém quer esperar 24 horas para baixar alguma coisa. "O pré-carregamento é uma tática que os proprietários de conteúdo usam para tentar gerenciar o ambiente. Você não pode gastar dinheiro ampliando a conexão", concluiu.

Fonte: Computer World

Instagram do Canaltech

Acompanhe nossos bastidores e fique por dentro das novidades que estão por vir no CT.