Novo bug no Windows 7 impede que o PC seja desligado

Por Felipe Demartini | 10 de Fevereiro de 2020 às 11h17

Já fazem algumas semanas que a Microsoft decretou o fim do ciclo de vida do Windows 7, mas, ao que parece, o sistema operacional se recusa a morrer. Agora, usuários da plataforma estão relatando que um novo bug impede que os computadores rodando o software sejam desligados ou reinicializados, com uma mensagem de erro afirmando que eles não possuem as permissões necessárias para fazerem isso.

Os relatos aparecem em redes sociais e também no fórum oficial da Microsoft, indicando um problema que começou a acontecer na última quinta-feira (6). O pulo do gato é que, na data, não houve atualização do Windows 7 que pudesse ocasionar o problema já que, desde o fim do ciclo de vida da plataforma, em 14 de janeiro, apenas um update foi liberado para resolver outro bug, relacionado à exibição de wallpapers.

A internet, porém, já parece ter achado um culpado: a Adobe. De acordo com alguns dos relatos de usuários, atualizações recentes relacionadas a produtos da companhia seriam as responsáveis pelo problema, com a desabilitação de serviços relacionados aos updates dos softwares resolvendo a questão. Além disso, um segundo método também foi encontrado e envolve a manipulação manual do Editor de Políticas de Grupo do Windows.

O caminho está abaixo, mas vale sempre lembrar que se trata de uma edição avançada em características do Windows, portanto, se não tiver certeza do que está fazendo, o melhor é aguardar por um posicionamento oficial:

  • Abra a tela Executar pressionando as teclas Win+R e digite gpedit.msc;
  • Acesse Configurações do Computador, depois Configurações do Windows, Configurações de Segurança, Políticas Locais e Opções de Segurança;
  • Procure pela entrada "Controle de Contas de Usuário" e marque como ativado;
  • Abra novamente a tela Executar e digite gpupdate /force e, na sequência, shutdown -r para reiniciar o PC.

Ainda, em outra alternativa avançada, desativar três softwares ligados à Adobe parece resolver o problema. No menu de Serviços, que pode ser acessado pela busca, basta clicar com o botão direito nas opções "Adobe Genuine Monitor Service", "Adobe Genuine Software Integrity Service" e "Adobe Update", clicando em "Parar". Novamente, estamos falando de um procedimento avançado, portanto certifique-se de seguir os passos corretamente e só agir se tiver certeza do que está fazendo, já que tais configurações podem gerar outros problemas no Windows.

A Microsoft, em si, ainda não apontou quem seria o responsável pela falha, afirmando apenas que está investigando o caso. Por se tratar de um problema possivelmente relacionado a outro produto, é possível que a Adobe também seja contatada, caso se comprove que seus softwares são os responsáveis. A empresa, entretanto, ainda não falou sobre o assunto.

Oficialmente, o Windows 7 já se encontra fora do ciclo de atualizações da Microsoft, com apenas usuários corporativos e que pagam um valor mensal estando aptos a receberem updates relacionados à segurança enquanto realizam a atualização de seu parque tecnológico. Um problema desse tipo, entretanto, pode fazer com que a empresa tenha que abrir uma segunda exceção nessa regra e, como no caso dos papeis de parede, e liberar uma nova correção a todos.

Fonte: Bleeping Computer, Microsoft  

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.