Microsoft modifica Windows 10 para atender ao governo da China

Por Redação | 21.03.2017 às 22:41

A Microsoft acaba de fechar a versão "adaptada" do Windows 10 para rodar em computadores governamentais da China, o que poderia impulsionar as perspectivas do sistema operacional no país após tanta repressão. A empresa não informou o que exatamente foi alterado no Windows, mas é sabido que a China é extremamente preocupada com qualquer brecha ou porta que permita vigilância externa.

Para conseguir terminar a versão personalizada para o governo chinês, a gigante de Redmond trabalhou ao lado da China Electronics Technology Group, uma companhia estatal, e pretende ganhar novamente acesso ao setor governamental do país com doses incrementais de segurança digital no sistema operacional. Ao Wall Street Journal, a Microsoft revelou, nesta terça-feira (21), que está "satisfeita com o progresso" obtido na customização da plataforma.

Vale frisar que todo o esforço conjunto da Microsoft e da China Electronics Technology Group não irá contemplar os usuários finais de computadores, apenas os funcionários do governo. Apesar de o governo chinês exigir que as companhias responsáveis forneçam os caminhos para acessar seus sistemas através de backdoors, a Microsoft já se opôs firmemente a fazê-lo, independente de local ou país. Nos Estados Unidos, por exemplo, a companhia processou o Departamento de Justiça no ano passado, posicionando-se contra a invasão de privacidade para acessar dados de clientes, e apoiou o processo da Apple para impedir que pesquisadores americanos forçassem a empresa a desbloquear o iPhone de um terrorista.

Outras companhias como Qualcomm, IBM e Intel também já moldaram seus produtos para conseguir "lapidar" suas parcerias com a China e desenvolver produtos sob medida para o rigoroso país.

Fonte: The Wall Street Journal