Microsoft libera, sem querer, versões incompletas do Windows 10

Por Redação | 02.06.2017 às 09:24
photo_camera Divulgação

Na noite desta quinta-feira (01), novas atualizações do Windows 10 chegaram aos usuários do programa Insider, um procedimento normal para eles. O problema foi que, desta vez, a Microsoft havia liberado, por engano, updates ainda não finalizados, o que levou a travamentos completos ou problemas de funcionamento nos PCs e smartphones com o sistema.

No caso dos computadores, as falhas são menos graves, com quedas no desempenho da máquina e mal funcionamento do navegador Edge, além de outros recursos do sistema. Entretanto, quem tem um celular com Windows 10 se viu diante de sérios problemas quando o equipamento simplesmente deixou de funcionar, entrando em um loop de reinicialização que impedia a execução do sistema operacional.

Segundo a Microsoft, apenas um pequeno número de utilizadores de ambas as plataformas foram atingidos pelo problema. No Windows 10, a solução é simples. A empresa pede que os usuários afetados aguardem a liberação de novas atualizações, que devem chegar no máximo até a próxima terça-feira (06), ou, então, revertam a instalação do update por meio da restauração do sistema – algo que, avisa, deve ser feito em no máximo 10 dias. Além disso, é importante ficar ligado para que os arquivos não sejam instalados novamente.

No celular, entretanto, a situação é um pouco mais grave. A fabricante sugere que os usuários afetados tentem iniciar o aparelho normalmente, na esperança de que o loop de reinicialização permita que ele seja ligado. Caso isso não aconteça, a única forma de reversão é utilizar o aplicativo Windows Device Recovery Tool, a partir de um PC, como forma de restaurar o sistema.

Na sequência, o ideal é desativar o acesso às atualizações do Insider até a próxima semana. No caso daqueles que tenham baixado o update em seus celulares, mas não realizaram a instalação, basta desconectar o aparelho da internet e adiantar a data do dispositivo em alguns anos. Isso vai gerar um erro na instalação, e mesmo com o retorno ao período correto, ela não vai acontecer.

De acordo com a Microsoft, a disponibilização da atualização aconteceu devido a uma falha no sistema, uma vez que as liberações desta semana para o programa Insider foram canceladas. Mesmo assim, sua plataforma online ainda permitiu o download de builds em execução pelos usuários, sendo que elas deveriam ser lançadas apenas na semana que vem, quando o calendário normal voltaria a caminhar.

Funcionando por meio do cadastro de usuários interessados, o programa Insider permite que donos de PCs, smartphones com Windows 10 ou Xbox One recebam atualizações para seus aparelhos antes de todo mundo. A regalia, claro, vem com a possibilidade de download e instalação de versões instáveis ou com falhas, já que o caráter é, justamente, de testes. Apesar disso, esta é a primeira vez que um update liberado pela plataforma acaba inutilizando dispositivos.

Neste caso específico, a build 16212, liberada sem querer, trazia melhorias no navegador Edge para os usuários de PC. No mobile, as mudanças acontecem na raiz do sistema operacional e vêm dos times relacionados a jogos, dispositivos e Internet das Coisas. Como a empresa não liberou notas relacionadas ao update, os efeitos de uma possível instalação bem-sucedida não foram revelados.

Fonte: Windows Central