Windows XP quase teve tema oficial "inspirado" no Mac; veja como seria

Por Felipe Demartini | 28 de Setembro de 2020 às 12h12
Divulgação
Tudo sobre

Microsoft

Saiba tudo sobre Microsoft

Ver mais

Usar o Windows XP com a mesma cara do Mac, por muito pouco, não foi uma opção oficial fornecida pela Microsoft. Foi isso o que revelou o recém-vazado código-fonte do sistema operacional que, entre tantos detalhes e minúcias da plataforma que ainda estão sendo descobertas, traz um tema não finalizado que aproximaria seu visual daquele usado pela Apple. Na ocasião, a Maçã iniciava sua retomada para se tornar a grande player do mercado de tecnologia que é hoje.

O tema Candy modifica os botões do Windows XP de forma que eles tenham o design redondo e moderno da interface Aqua, apresentada em 2000 pela Apple. O formato foi justamente citado como um distanciamento do estilo tradicional e “quadrado” das soluções da Microsoft, com a possível resposta surgindo enquanto os desenvolvedores da empresa estavam desenhando o sistema de alterações visuais da interface do sistema operacional.

Vale a pena, ainda, uma pequena aula de história para explicar essa preferência. Enquanto desenvolvia o Windows XP, a Microsoft via o ressurgimento da Apple, principalmente com o iMac G3, aquele clássico computador com capa colorida e formato all-in-one que chamou muita atenção do público e alavancou as vendas da companhia.

A ideia corrente era de que o PC era um computador “quadrado”, enquanto quem usava a plataforma da Maçã era descolado, o que fez com que a própria gigante de Redmond trabalhasse de forma diferente.

Código-fonte do Windows XP revelou tema semelhante ao dos Macs da época, usado pelos desenvolvedores durante a produção do sistema operacional (Imagem: The Verge)

O Windows XP foi lançado em 2001, mas sem o tema, que de acordo com as informações disponíveis no código-fonte teria sido utilizado como “placeholder” durante a criação da plataforma. O termo se refere a um elemento visual que é utilizado de maneira provisória, apenas para ocupar o espaço em branco enquanto os responsáveis trabalham em outras coisas.

A ativação do Candy evidencia isso, já que apenas elementos como os botões de confirmação e o menu iniciar são alterados, enquanto as janelas mantêm seu formato quadrado com títulos cinza, contrastando com os tons de branco e preto do restante da interface.

No final das contas, a Microsoft seguiu com um contraste entre azul e verde que se tornaria uma característica clássica do Windows XP, enquanto os temas vieram depois para permitir maior customização (e incluindo, claro, versões semelhantes às do Mac, feitas por terceiros). O Candy, entretanto, nunca foi lançado oficialmente.

Código-fonte vazado

O vazamento do código-fonte do Windows XP veio à público na última sexta-feira (25), por meio de um torrent divulgado inicialmente no fórum anônimo 4Chan. Após suspeitas e verificações, a veracidade dos dados foi comprovada, ainda que a própria Microsoft não tenha confirmado isso oficialmente. Além de descobertas interessantes, a divulgação pode ter implicações sérias do ponto de vista de segurança, principalmente quando se leva em conta que versões modernas do sistema operacional podem conter desenvolvimentos das edições antigas, que com isso, ficam mais suscetíveis a explorações maliciosas.

Fonte: The Verge

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.