Microsoft começa a “forçar” a instalação do Windows 10

Por Redação | 02.02.2016 às 15:24

A partir de agora, a migração para o Windows 10 deixa de ser opcional e ganha status de “atualização recomendada”. Isso significa download e instalação automáticos pelo Windows Update em diversas máquinas configuradas para receber automaticamente as atualizações do sistema. A informação havia sido veiculada no final do ano passado pelo chefe de sistemas operacionais da Microsoft, Terry Myerson, e foi confirmada pelo ZDNet na última segunda-feira (01).

O planejamento da Microsoft era claro: em outubro de 2015, acabou a fase de reserva do novo sistema, então todos aqueles que haviam solicitado de maneira pró-ativa uma cópia do Windows 10 já tiveram suas máquinas atualizadas. A fase seguinte era a de classificar o Windows 10 como atualização “opcional”, algo com prazo para acabar — o início deste ano. Por fim, a partir de agora, a migração é tratada pelo Windows Update como “recomendada", então, apesar de não ser obrigatória, ela vai acontecer automaticamente em máquinas configuradas para receber e instalar as atualizações recomendadas.

Assim, se a função de receber atualizações automaticamente está ativa em seu PC, em breve você verá a notificação de que o Windows 10 está sendo baixado em sua máquina. Dá para dizer que é uma maneira polida de forçar a atualização, mesmo que ainda não seja algo mandatório. Além disso, independente de suas configurações, a Microsoft continua baixando partes da nova versão do SO automaticamente para a sua máquina, mas ainda está a seu critério dar sequência ou não na atualização.

Esteja preparado

Quem usa o Windows 7 ou o Windows 8.1 e mantém ativa as atualizações automáticas do sistema vai receber o Windows 10 nesta nova fase. Ou seja, se você ainda não quer receber o Windows 10, basta acessar as definições de Política de Grupo do Windows e desativar as atualizações automáticas (esta função não está disponível em todas as edições do Windows). Se preferir, tente esta dica.

Fonte: ZDNet